Desconto entre ônibus EMTU e CPTM /Metrô cai para R$ 1,50 a partir de sábado

Ônibus Metropolitano. Integração com rede de trilhos também fica mais cara

Custo de integração aumenta após Governo do Estado conseguir autorização do STJ para reajustar tarifas na Grande São Paulo

ADAMO BAZANI

A EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos informou que a partir deste sábado, 15 de abril de 2017, o desconto da integração entre os ônibus intermunicipais e o sistema de trens da CPTM e do Metrô cai de R$ 1,68 para R$ 1,50 no segundo embarque. Isso significa que o desconto sendo menor, o custo da viagem vai aumentar.

Esta integração só é possível para quem paga por meio do Cartão BOM. No caso de pagamento em dinheiro é cobrada a tarifa cheia das duas conduções.

O reajuste ocorre porque após longa batalha judicial, desde o início do ano, o governo do Estado, na última sexta-feira, 7 de abril, conseguiu do Superior Tribunal de Justiça autorização para reajustar as tarifas integradas entre o sistema de ônibus municipais da capital paulista – SPTrans – São Paulo Transporte e a rede de trilhos do Metrô e da CPTM.

A transferência neste caso sobe de R$ 5,92 para R$ 6,80 por sentido de viagem. As modalidades temporais do Bilhete Único (24 horas ou mensal) também terão reajuste a partir de sábado. Também ficará mais caro usar o Bilhete Fidelidade.

Tarifa Unitária do Metrô: R$ 3,80 – mantida

Tarifa Unitária da CPTM: R$ 3,80 – mantida

Tarifa de ônibus SPTrans: R$ 3,80 – mantida

Integração ônibus SPTrans + Metrô/CPTM pelo Bilhete Único: de R$ 5,92 para R$ 6,80

Bilhete Único 24 horas (comum): de R$ 10 para R$ 15 – vale a pena para quem faz mais de quatro viagens por dia

Bilhete Único 24 horas (integração): de R$ 16 para R$ 20 – vale a pena para quem faz mais de quatro viagens por dia

Bilhete Único Mensal (comum): de R$ 140 para R$ 190– vale a pena para quem faz mais de 50 viagens por mês.

Bilhete Único Mensal (integração): de R$ 230 para R$ 300– vale a pena para quem faz mais de 44 viagens por mês.

Bilhete Fidelidade: será de até 10,5%, de acordo com o número de viagens.

Bilhete Madrugador (Metrô, das 4h40 às 6h15; e CPTM, das 4h40 às 5h35): R$ 3,40.

Bilhete da Hora: (das 9h às 10h, nas linhas 8 Diamante, 9 Esmeralda e 5 Lilás: R$ 3,40

Metra (Corredor ABD): R$ 4,30 (desde fevereiro).

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes