TRANSPÚBLICO 2018: Volvo apresenta chassi urbano preparado para carrocerias de 15 metros

Segundo a Volvo, o chassi B270F é o único 4x2 com motor dianteiro do Brasil preparado para receber uma carroceria de 15 metros, que permite a instalação de um terceiro eixo. Foto: Divulgação.

Versão do B270F pode transportar até 50% mais passageiros por meio de instalação de terceiro eixo

JESSICA MARQUES

A Volvo apresentou na Lat.Bus & Transpúblico 2018 um chassi urbano preparado para carrocerias de 15 metros. A nova versão do B270F pode transportar até 50% mais passageiros por meio de instalação de terceiro eixo.

Contudo, o eixo deve ser instalado por empresas implementadoras independentes, pois a Volvo não oferece esse tipo de serviço.

“É uma solução excelente para cidades que precisam de uma frota flexível a um custo operacional muito competitivo”, informou Gilberto Vardânega, diretor comercial de ônibus da Volvo no Brasil.

Segundo a Volvo, o chassi B270F é o único 4×2 com motor dianteiro do Brasil preparado para receber uma carroceria de 15 metros, que permite a instalação de um terceiro eixo.

A configuração também traz suspensão a ar, tem relação entre peso, torque e potência que atende todos os parâmetros estabelecidos na norma 15570 da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) para ônibus com motor frontal acima de 14 metros e está dentro da homologação legal, também conforme informado pela empresa.

A capacidade do chassi com o terceiro eixo e carroceria de 15 metros é para 112 passageiros, o que representa 50% a mais que um ônibus convencional de 12,40 metros.

“O aumento da capacidade traz aos operadores a vantagem de transportar o mesmo volume total de passageiros com menos veículos. Tem ainda as opções de layout com 2, 3 e até 5 portas para atender as especificações de cada cidade. Pode rodar tanto em rotas tradicionais como em corredores exclusivos”, informou a Volvo, em nota.

Comparando com os ônibus articulados, o B270F encarroçado em 15 metros tem a vantagem de permitir a condução por motoristas com CNH de categoria D. Segundo a Volvo, a configuração também permite “menor custo de aquisição, com custos operacionais e de manutenção mais competitivos”.

O ônibus apresentado já opera em duas capitais: Recife, Pernambuco, e em Belo Horizonte, Minas Gerais. Além disso, Joinville também utiliza o chassi Volvo na operação do transporte público.

A empresa já realizou demonstrações do veículo em São Paulo, Guarapuava (PR), Caxias do Sul e Porto Alegre (RS).

O Diário do Transporte acompanhou a apresentação da Volvo na Lat.Bus & Transpúblico. Relembre: Transpúblico 2018: Crescimento de 133% nas vendas e segurança ativa são destaques da Volvo

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Cleber disse:

    Qual empresa de belo Horizonte já adquiriu esse veículos?

Deixe uma resposta