Sistema Transcol fará teste com ônibus Volvo B270F, modelo Gran Via da Mascarello

Foto: internauta (publicada pelo jornal A Gazeta/ES)

Veículo ainda aguarda o cadastro para poder começar a circular. Teste vai durar 30 dias

ALEXANDRE PELEGI

A Companhia Estadual de Transportes Coletivos de Passageiros do Estado do Espírito Santo (Ceturb/ES) vai testar nos próximos dias um ônibus Volvo B270F, modelo Gran Via da Mascarello.

Com aço especial, o modelo Gran Via é considerado pela encarroçadora Marcarello o mais leve do mercado para a categoria 15 metros.

Único chassi 4×2 com motor dianteiro preparado para receber uma carroceria desse comprimento, ele permite a instalação de um terceiro eixo. Para lembrar: o chassi B270F “trucado”, com implemento encomendado junto à Volvo no momento da compra, foi uma das apostas da Volvo na Transpúblico Lat.Bus, onde foi apresentado com carroceria Caio. Relembre: Volvo apresenta chassi urbano preparado para carrocerias de 15 metros

A Ceturb informa que o veículo é maior que os convencionais que circulam no sistema Transcol. O diretor de operação da Companhia, Anderson Barbosa, disse ao jornal A Gazeta que a fabricante, a título de divulgação, ofereceu uma amostra para ser testada. O teste terá duração de 30 dias.

Como o Diário do Transporte divulgou em dezembro passado, Feira de Santana, na Bahia, está fazendo testes com o mesmo modelo. Relembre: Feira de Santana recebe ônibus Mascarello Gran Via Volvo B270F para teste em linha urbana

A configuração também traz suspensão a ar, tem relação entre peso, torque e potência que atende todos os parâmetros estabelecidos na norma 15570 da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) para ônibus com motor frontal acima de 14 metros e está dentro da homologação legal, também conforme informado pela empresa.

A capacidade do chassi com o terceiro eixo e carroceria de 15 metros é para 112 passageiros, o que representa 50% a mais que um ônibus convencional de 12,40 metros.

Relembre matéria publicada no Diário do Transporte sobre o assunto: Ônibus de 15 metros devem ampliar oferta de lugares nos transportes de Joinville

Outro diferencial do modelo é o sistema com motor totalmente eletrônico Euro 5 de alta performance, com baixo consumo de combustível (Regulamentação CONAMA Fase V) e intervalos de troca de óleo estendidos que atende a um conjunto de normas regulamentadoras visando a diminuição da emissão de poluentes de veículos movidos a diesel.

Trata-se na verdade do PROCONVE P-7, que passou a vigorar no Brasil em 2012. O comunicado da prefeitura diz que o modelo Volvo tem como meta reduzir as emissões de Óxido de Nitrogênio (NOx) em até 60%.

O veículo ainda aguarda o cadastro para poder começar a circular.

A Ceturb informa que assim que tudo estiver regularizado o ônibus circulará por linhas troncais.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

 

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Roberto disse:

    Suspensão metálica ?

    1. Welington disse:

      O carro é equipado com suspensão a ar em todos os eixos.

  2. Paulo Gil disse:

    Amigos, bom dia.

    Não tem mais o motor da Volvo “deitado” ?

    Se alguém souber o por que e quiser informar, agradeço.

    Motor dianteiro é coisa do passado, apesar do torque irreparável.

    Att,

    Paulo Gil

    1. ZéTros disse:

      Somente o modelo B-340M articulado ou biarticulado é fabricado com motor na horizontal ou “deitado” como vc diz. Todos os outros chassis urbanos e rodoviários fabricados pela Volvo possuem motor traseiro ou dianteiro.

      O torque é independente da posição do motor.

      1. Paulo Gil disse:

        ZéTros, boa noite.

        Obrigado pelos esclarecimentos.

        Valeu!

        Abçs,

        Paulo Gil

  3. Welington disse:

    Motor dianteiro = baixo custo de fabricação e manutenção = menor preço do carro = menor preço da passagem = melhor para todo mundo….

    1. DIEGO FELIPE DA COSTA disse:

      Melhor para todo mundo? Jamais, conforto ruim para os passageiros e para os motoristas, principalmente.

    2. Claudio disse:

      Para todo mundo menos motorista e passageiro

  4. ferreira disse:

    Motor dianteiro só interessa ao empresário, gasta menos, ganha mais.
    Empresário gosta é de dinheiro !!!!!!!!!!!!

  5. Eraldo Rochester disse:

    enquanto o passageiro que paga a sua passagem e as gratuidades exigidas pelos governos, essa é a melhor solução sem duvida. quanto a conforto para passageiro nao muda, pois esse chassi sai de fabrica com suspensão full-air ( suspensão a ar em todos os eixos) isso e conforto para passageiros. Como o motor de torque de 270 CV pode-se colocar ar condicionado,isso também é conforto para passageiros, sem prejuízo a norma 15570.
    Aqui estamos falando de Volvo, o ruido causado por esse motor que é MWM mais mais fabricado em uma linha separada somente para Volvo tem um nível de ruido e calor mais baixo, o que melhora muito a qualidade de trabalho do motorista

  6. Cláudio Viana disse:

    passageiro pagar a conta que deveria ser paga pelas concessionárias do serviço é a “pior solução sem dúvida” e não o contrário e quanto a conforto enquanto houver vale transporte sendo obrigado a usar no transporte dessas mesmas concessionárias e bem provável que o serviço não vai melhorar se nada for feito. Enquanto aceitarmos isso ou não conseguirmos reagir a isso teremos de contar com boa parte de serviços ruins no transporte coletivo de passageiros no Brasil.

Deixe uma resposta