Prefeitura de Santo André prevê para 2019 empréstimo de US$ 50 milhões com a CAF

Região da avenida Giovanni Batista Pirelli será contemplada com as obras. Foto: Reprodução / Google Maps

Além de outras obras, valor contemplará ligação das avenidas Giovanni Batistta Pirelli e Luiz Ignácio de Anhaia Mello com a Valentim Magalhães

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de Santo André prevê para 2019 um empréstimo de US$ 50 milhões com a CAF (Corporação Andina de Fomento), banco de desenvolvimento da América Latina. O prefeito Paulo Serra afirmou nesta segunda-feira, 16 de julho de 2018, que esteve em Brasília na semana passada para dar continuidade às tratativas.

“A gente tem feito grande esforço para apresentar esse projeto na COFIEX (Comissão de Financiamentos Externos), em setembro, que é a próxima reunião da comissão, para no primeiro semestre de 2019 tentar a liberação e assinatura desse contrato. O grande desafio agora é a defesa no COFIEX em setembro” – disse o prefeito.

O crédito externo é de US$ 50 milhões, o que representa mais de R$ 190 milhões. O projeto para o financiamento inclui diversas obras. Em mobilidade, será feita a ligação das avenidas Giovanni Battista Pirelli e Professor Luiz Ignácio de Anhaia Mello com a Valentim Magalhães, nas regiões da Vila Homero Thon e Centreville.

A obra viária facilitaria o acesso dos bairros à Avenida dos Estados, que liga o ABC Paulista à Capital, e ao trecho do Rodoanel Mário Covas, próximo a Capuava.

De acordo com o Prefeito, o fato de a nota de crédito do município ter sido elevada de E para B pode facilitar o financiamento. Na última semana, em Brasília, Paulo Serra esteve com o presidente da CAF no país, Jaime Holguín.

Além do projeto de mobilidade, o financiamento também inclui um piscinão embaixo do parque da Juventude, no corredor Guarará. A canalização do córrego Cassaquera e 20 Ecopontos também estão na lista de ações previstas para os US$ 50 milhões.

Nesta segunda-feira, 16 de julho de 2018, o prefeito Paulo Serra assinou um contrato de empréstimo de US$ 25 milhões com o BID para obras de mobilidade.

Relembre: Prefeito de Santo André assina contrato de empréstimo de US$ 25 milhões com o BID para obras de mobilidade

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Esse dinheiro com certeza será é utilizado em desvios por obras superfaturadas … santo andré é um cidade com vias muito pequenas nao tem espaço para grandes obras … além disso ela esta com outros grandes problemas na saúde onde posto estão sem medicamentos ou fechados… a prefeitura não paga fornecedores além de atrasar pagamentos de funcionários… fora a corrupção que já é de longa data …. os sistema de onibus é muito mal desenhado e anti quadro o que mais falta de fato é um bom planejamento com ações praticas … qual quer obra por menor que seja causa grandes trans tornos na rotina do transito na cidade. O ABC é feito de corrupção e mal administração do dinheiro publico a decadas .

Deixe uma resposta