Empresas de ônibus do Rio de Janeiro alertam que farão racionamento de combustível

Empresas podem ficar sem diesel a partir desta quarta-feira

Bloqueio de distribuidoras e paralisação de caminhoneiros pode deixar ônibus sem diesel em Nova Petrópolis e Nova Friburgo

JESSICA SILVA PARA O DIÁRIO DO TRANSPORTE

Com o bloqueio de distribuidoras, refinarias e a paralisação de caminhoneiros, iniciada nesta semana, as empresas de ônibus do Rio de Janeiro alertaram que os veículos podem ficar sem diesel. As viações de Petrópolis e Nova Friburgo já cogitam a possibilidade de racionamento de combustível.

O Setranspetro (Sindicato das Empresas de Transportes Rodoviários de Petrópolis) informou que o bloqueio das distribuidoras já prejudica o abastecimento de diesel nas garagens. Se a situação não for normalizada até quarta-feira, 23 de maio, as empresas farão racionamento na operação dos ônibus, diminuindo as viagens.

Segundo o Setranspetro, as cinco empresas responsáveis pelo transporte público consomem aproximadamente 40 mil litros de óleo diesel por dia. O combustível é entregue nas garagens a cada dois ou três dias, dependendo do tamanho da frota.

A concessionária Faol (Friburgo Auto Ônibus), por sua vez, também informou que pode ficar sem abastecer os ônibus a partir desta quarta. A empresa afirmou, em nota, que procura uma alternativa no mercado paralelo para comprar óleo diesel.

A partir desta terça-feira, 22 de maio de 2018, a empresa já reduzirá a quantidade de horários para atender aos passageiros, fora de horário de pico.

Confira o comunicado da Faol na íntegra:

“A FAOL informa que a greve dos caminhoneiros prejudicou o abastecimento de óleo diesel e o seu estoque só dura até esta noite [terça-feira, 22]. Como o fornecedor regular está com suas carretas bloqueadas, a empresa está tentando comprar combustível no mercado paralelo, mas este também enfrenta dificuldades para entregar o produto. Preventivamente, para que a população não seja prejudicada, a empresa entrou em contato com a Secretaria de Mobilidade e comunicou que a quantidade de horários será reduzida fora da hora do rush a partir desta tarde, até que a situação seja normalizada. Assim que a Faol tiver novas informações, as repassará a todos”. 

O início da semana foi marcado por protestos de caminhoneiros que causaram bloqueios nas principais rodovias de diversos estados brasileiros. Os atos são contra os recorrentes aumentos no preço dos combustíveis.

Relembre: Protestos de caminhoneiros atingem rodovias de pelo menos 17 estados

Leia também: Caminhoneiros voltam a protestar contra aumentos do diesel nesta terça-feira, 22

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta