Prefeitura de Porto Alegre decide contratar duas empresas de consultoria para avaliar Carris

Uma averiguará a avaliação da companhia, a outra vai estabelecer a melhor forma de oferecê-la no mercado

ALEXANDRE PELEGI

Após ter voltado a decretar o fim da Carris, a mais antiga empresa de transporte coletivo do país em atividade, o prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Júnior, decidiu agora contratar duas empresas de consultoria.

As duas consultorias terão funções distintas: enquanto uma averiguará a avaliação da companhia, a outra vai estabelecer a melhor forma de oferecê-la no mercado.

A prefeitura já vem realizando um estudo interno sobre a Carris, realizado por técnicos da própria Prefeitura de Porto Alegre.

Como o próprio prefeito já sinalizou em inúmeras oportunidades, três alternativas estão em análise: a privatização; a extinção pura e simples da companhia, seguida da licitação das linhas e a venda do patrimônio da estatal; e a licitação das linhas em conjunto com os veículos.

No dia 7 de novembro último o prefeito Nelson Marchezan Júnior, em entrevista a uma emissora de rádio gaúcha, voltou a decretar o fim da Carris, quando voltou a afirmar que a principal empresa de transporte público da cidade que dirige está “com os dias contados”.

Na entrevista Marchezan disse: “Se vai ser privatização, extinção, licitação das linhas… Enfim, vamos buscar o formato jurídico a partir de agora. A meta sempre foi o interesse público, e, do ponto de vista do interesse público, a administração pela máquina pública não é viável”, afirmou.

Agora, a prefeitura de Porto Alegre prepara duas licitações para contratar as consultorias. Mas a administração municipal terá de enfrentar, além das resistências políticas, outros obstáculos.  Dentre eles está a falta de padronização dos ônibus da Carris, o que poderá complicar o interesse das empresas privadas, que operam com modelo único.

Outro problema está ligado ao grande passivo trabalhista. Levando-se em conta apenas o que já está em âmbito judicial, o valor atual é de aproximadamente R$ 20 milhões.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transporte

1 comentário em Prefeitura de Porto Alegre decide contratar duas empresas de consultoria para avaliar Carris

  1. Amigos, boa noite.

    Meuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu Deus.

    Olha o EFEITO BARSIL ai gente.

    Contratar consultoria pra que ?????????????

    Para saber o óbvio.

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    Mais um desperdício do dinheiro público.

    É SÓ TRABALHAR DIREITO.

    Sempre a mesma tática, FATURANTE.

    MUDA BARSIL

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: