Corredor Norte-Sul recebe mais 3,5 km de faixa azul para motos e CET divulga datas para mais avenidas na segunda (23)

Sinalização tem evitado acidentes com mortes, de acordo com a prefeitura, que tem uma meta de 200 km até o fim de 2024

ADAMO BAZANI

A partir desta segunda-feira, 23 de outubro de 2023, o Corredor Norte-Sul, na capital paulista, recebe mais 3,5 km de faixa azul, para aumentar a segurança de motociclistas.

De acordo com a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), o novo trecho é no sentido Aeroporto, desde a Av. Santos Dumont até o Viaduto João Julião da Costa Aguiar.

A sinalização está sendo implantada nas avenidas Moreira Guimarães e Rubem Berta e, em seguida, chegará à Av. Santos Dumont.

A cidade possui aproximadamente 7,5 km de faixa azul: quase 2 km, englobando as avenidas Prestes Maia e Tiradentes, implantado há menos de um mês, e outro trecho, de 5,5 km, na Av. 23 de Maio, entre a Praça da Bandeira e o Complexo Viário Jorge João Saad, implantado em 25 de janeiro de 2022.

A prefeitura tem uma meta de 200 km até o fim de 2024 e diz que em todos os trechos, desde a implantação, não houve registros de mortes nestes espaços.

A ampliação da Faixa Azul no Corredor Norte-Sul faz parte das autorizações concedidas à cidade de São Paulo pela Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran) no fim de setembro.

Na ocasião do evento em que recebeu autorização federal a Prefeitura pediu o aval para implantar de mais 120 km de Faixa Azul

O planejamento da CET prevê a entrega de pelo menos um novo corredor de Faixa Azul na cidade a cada quinzena, mas o cronograma pode ter alterações de acordo com a chuva.

Até janeiro de 2024, devem ser cerca de 100 km

Veja as vias e as previsões

– Avenidas Sumaré e Paulo VI (6,8 km); – a partir de 6/11;

Av. Nações Unidas (7 km); Av. Miguel Yunes (4 km); – a partir de 20/11;

Av. Brigadeiro Faria Lima (9,2 km); – a partir de 4/12;

Av. Zaki Narchi (3,6 km); – a partir de 4/12;

Av. Luiz Dumont Villares (5 km) – a partir de 4/12;

Av. do Estado (8,2 km); – a partir de 18/12;

– Avenidas Jacu Pêssego, Nova Trabalhadores e Vice-Presidente José de Alencar G. da Silva (20,2 km).   – a partir de 18/12.

VIAS QUE ESTÃO NOS PLANOS DA PREFEITURA:

Na ocasião do evento em que recebeu autorização federal, no fim de setembro, a Prefeitura pediu a autorização para implantação de mais 120 km de Faixa Azul distribuídos entre: Estrada de Itapecerica; Av. Sen. Teotônio Vilela; Av. Prof. Luiz Ignácio de Anhaia Melo; Av. Washington Luis; Av. Eng. Armando de Arruda Pereira; Av. Inajar de Souza; Av. do Cursino; Av. Jorn. Roberto Marinho; Av. Escola Politécnica; Rua Vergueiro; Eixo Norte/Sul (sentido Santana); Av. Santos Dumont (trecho da zona norte); Av. Braz Leme; Rua Santa Eulália; Elevado Pres. João Goulart; Av. Dr. Gastão Vidigal; Av. Aricanduva; Túnel Ayrton Senna I; Av. Dr. Ricardo Jafet; Av. Prof. Abraão de Morais; Complexo Viário Maria Maluf; Av. Pres. Tancredo Neves; Av. Salim Farah Maluf; Viaduto Aliomar Baleeiro; Av. Gov. Carvalho Pinto/Av. Dom Helder Câmara/Av. Calim Eid; Av. Eliseu de Almeida; Av. Pirajussara; Rua Sapetuba. Dessa forma, fica encaminhado o cumprimento da meta de gestão de implantação de uma rede de 200 km de Faixa Azul na Capital.

A primeira faixa azul começou a funcionar na 23 de Maio de forma oficial no dia 25 de janeiro de 2022, no sentido Santana/Aeroporto, entre a Praça da Bandeira e o Complexo Viário Jorge João Saad.

A segunda faixa, na avenida dos Bandeirantes, começou a operar em 06 de outubro de 2022,  entre a Via Marginal do Rio Pinheiros e o Viaduto Ministro Aliomar Baleeiro, o que dá cerca de 8,5 km por direção. O primeiro sentido a receber a Faixa Azul foi da Marginal Pinheiros para o Complexo Maria Maluf.

De acordo com a prefeitura, desde o início de funcionamento destes espaços não foram registradas mortes nos trechos.

Em 26 de janeiro de 2023, um ano depois da implantação da primeira faixa, Nunes disse que a cidade quer implantar até o fim da gestão, em dezembro de 2024, mais 220 km de “faixa azul” para motos.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2023/01/26/ouca-prefeitura-de-sao-paulo-quer-implantar-mais-220-km-de-faixa-azul-para-motos/

Em um evento realizado no Instituto de Engenharia de São Paulo, no dia 15 de junho de 2023, o prefeito Ricardo Nunes sinalizou que poderiam receber Faixa Azul as avenidas Prestes Maia, Tiradentes e Senador Queiroz. O objetivo é interligar as vias à avenida 23 de Maio.

Nunes ainda disse que o estudo sobre outras vias que receberão a Faixa Azul serão ampliados e foi confirmado que o projeto será colocado na avenida Faria Lima.

Na ocasião, o prefeito havia previsto que os novos trechos poderiam começar em julho.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2023/06/16/faria-lima-esta-entre-as-vias-da-capital-paulista-que-vao-receber-faixa-azul-para-motos-diz-diretor-de-planejamentos-da-cet-novas-devem-comecar-em-julho/

Mas, a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) perdeu o prazo das novas implantações, o que resultou na queda do então presidente Jair de Souza.

No lugar de Souza, foi conduzido à presidência da CET, o engenheiro Hemilton Tsuneyoshi Inouye.

No discurso da entrega dos 50 ônibus elétricos para a cidade, que ocorreu no dia 18 de setembro de 2023, o prefeito Ricardo Nunes cobrou em público Hemilton para agilizar a implantação das faixas paras motos.

Repercutiu negativamente o fato de Jair de Souza e Hemilton Tsuneyoshi serem sócios desde 1997 numa empresa de consultoria voltada para trânsito e transportes, a Via Expressa Engenharia Limitada.

A prefeitura diz que desde 2019, a empresa não presta mais serviços, mas antes disso, atuava e ambos já eram diretores da CET.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Informe Publicitário
   
Assine
     
Comentários

Deixe uma resposta