Eletromobilidade

EM PRIMEIRA MÃO: Em parceria com a Enel X, Transwolff anuncia compra de 304 ônibus elétricos para linhas da zona Sul de São Paulo

Do total, 100 vão operar neste ano de 2023; Participação da Enel na troca de frota de ônibus foi anunciada pelo prefeito Ricardo Nunes

ADAMO BAZANI

A empresa de transportes urbanos que atua na zona Sul da capital paulista, Transwolff, anunciou nesta quinta-feira, 12 de janeiro de 2023, que vai comprar 304 ônibus elétricos no âmbito de uma parceria com a Enel X.

O anúncio foi feito em primeira mão ao Diário do Transprorte por volta de 13h00 desta quinta-feira, 12 de janeiro de 2023

Deste total, 100 vão operar neste ano de 2023 (Veja mais abaixo os detalhes dos veículos)

Segundo a companhia de transporte, é o primeiro resultado da parceria que tinha sido anunciada pelo prefeito Ricardo Nunes no dia 08 de novembro de 2022.

Como mostrou o Diário do Transporte na ocasião, a multinacional já participou da implantação de frota de ônibus elétricos em outras cidades da América Latina, como no Chile.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2022/11/08/ouca-prefeitura-de-sao-paulo-anuncia-financiamento-de-r-8-bilhoes-para-onibus-eletricos-na-capital-paulista-por-parceria-com-a-enel/

O Diário do Transporte, em 2018, havia que a Enel X já demonstrava na ocasião interesse em replicar no Brasil modelo semelhante ao chileno de financiamento.

https://diariodotransporte.com.br/2022/11/08/ouca-prefeitura-de-sao-paulo-anuncia-financiamento-de-r-8-bilhoes-para-onibus-eletricos-na-capital-paulista-por-parceria-com-a-enel/

A SPTrans (São Paulo Transporte), que gerencia o sistema de linhas municipais, informou no dia 30 de dezembro de 2022, que empresas de ônibus que atendem a cidade de São Paulo já encomendam 1109 coletivos elétricos a bateria.

A grande maioria, 657 unidades, deve ser entregues ao longo de 2023 e os demais 457 elétricos em 2024.

O número é inferior à meta de 2,6 mil ônibus elétricos operando até o fim de 2024 como meta anunciada pela prefeitura, mas novas unidades ainda podem ser encomendadas.

Como mostrou o Diário do Transporte, desde 17 de outubro de 2022, por meio de uma circular, a SPTrans proibiu a inclusão de ônibus a diesel no sistema, com exceção de micro-ônibus, pouco disponíveis nesta versão.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2022/12/30/empresas-de-onibus-ja-encomendaram-1109-coletivos-eletricos-diz-sptrans-para-a-capital-paulista/

OS ÔNIBUS E A INFRAESTRUTURA:

A Transwolff informou já tem a estrutura física para receber os novos ônibus. As linhas que os ônibus vão operar serão divulgadas ainda neste semestre.

As unidades são do tipo padron com chassi MercedesBenz O 500 U, de biso baixo, carroceria Caio E-Millennium Geração V, e tecnologia de integração Eletra.

A infraestrutura elétrica está prevista para ser toda instalada na garagem do Varginha em até  seis meses porém os ônibus que vierem a ser entregues antes já poderiam entrar em operação aproveitando a infraestrutura já existente na garagem Olívia Guedes. A Transwolff é a única empresa que já possui capacidade para dar início imediato as operações. A Transwolff surgiu primeiro que a Cooper Pam – diz a empresa de ônibus, por meio de nota.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Informe Publicitário
   
Assine
     
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta