Alstom inaugura ampliação de sua fábrica de trens em Taubaté (SP)

Foto: Diário do Transporte

Agora com mais espaço, unidade terá capacidade de receber mais de um projeto simultaneamente

WILLIAN MOREIRA

A Alstom, fabricante francesa de trens para transportes ferroviários em várias regiões do mundo, inaugurou nesta segunda-feira, 7 de novembro de 2022, a ampliação da sua fábrica de produção de composições em Taubaté, interior do estado de São Paulo.

O novo espaço pode agora receber mais de um projeto em paralelo, fruto do investimento de R$ 100 milhões na ampliação que triplicou o espaço, que agora conta com 60 mil m³.

O Diário do Transporte esteve presente no local a convite da empresa e entrevistou o presidente da Alstom no Brasil, o Sr. Michel Boccaccio.

De acordo com ele, após o término do contrato para a fabricação do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) o local ficou ocioso, mas a chegada de seis novos contratos permitiu não só novo investimento no espaço industrial, mas também na geração de empregos, com 750 novos postos de trabalhos nos próximos meses. São dois contratos no Brasil, para fornecimento de trens para a ViaMobilidade e Linha 6-Laranja de metrô, ambos em São Paulo; e outros quatro internacionais, em Taiwan, Chile e Romênia, 

”O mercado de VLT acabou, as atividades se encerraram aqui, mas hoje com muito orgulho podemos retomar essa atividade pois nós ganhamos seis contratos. Quatro na exportação, no Chile, Taiwan e na Romênia e dois no Brasil, a linha 6 com a Acciona e com a ViaMobilidade linhas 8 e 9 da CCR.É uma felicidade de poder recrutar pessoas e nós vamos recrutar 750 pessoas ao longo de 2023 na nossa fábrica”, explicou Michel Boccaccio.

O líder da empresa no país também enfatizou que a chegada destes novos contratos resultará até 2028 na produção de 939 carros de passageiros, aproximadamente 20% do total produzido pela Alstom no Brasil em seu tempo de atuação local.

”No total são 939 carros e é muito importante porque na história toda no Brasil nós fabricamos 4.600 carros e só agora nós temos mais mil carros. São projetos muito grandes  que dão visibilidade e que emprego aqui até 2028”, completou o presidente da empresa.

A fábrica de Taubaté foi inaugurada no ano de 2015 e é centro de referência industrial na produção de carros em aço inoxidável, instalada perto das rodovias Presidente Dutra e Carvalho Pinto, em um ponto estratégico no interior do estado e não distante do porto de Santos, o maior da América Latina.

No complexo, além de 27 trens do VLT Rio, os carros Ns16 para o metrô de Santiago também foram produzidos no local.

Agora, para tocar os novos projetos a fábrica da Lapa também teve sua estrutura transferida para o interior, centralizando o polo produtivo em um local só.

Os projetos da Alstom em Taubaté são divididos da seguinte maneira.

– Trinta e seis trens Metropolis de oito carros cada para as linhas 8 e 9 da Rede Metropolitana de trens de São Paulo (ViaMobilidade);
– Vinte e dois trens Metropolis de seis carros para a Linha 6-Laranja de metrô em São Paulo;
– Trinta e sete trens Metropolis de cinco carros cada para a Linha 7 de metrô em Santiago, Chile;
– Treze trens com o total de 78 carros para a linha 5 do metrô de Bucareste na Romênia;
– Trinta e cinco trens Metropolis de quatro carros cada para a extensão da linha 7 do metrô em taipei, Taiwan;
– Vinte e nove trens Metropolis de quatro carros cada para a fase II da linha circular de Taipei, Taiwan.

Como mostrou o Diário do Transporte, ao menos 22 carros de passageiros dos trens novos da ViaMobilidade já foram produzidos.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2022/11/07/terceiro-trem-de-36-da-viamobilidade-esta-em-conclusao-pela-alstom-para-as-linhas-8-e-9/

Willian Moreira para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Informe Publicitário
   
Assine
     
Comentários

Deixe uma resposta