Itapemirim: Veja a proposta da Suzantur para assumir linhas e estruturas

Empresa que atua no ABC Paulista propõe pagar ao Grupo Itapemirim 1,5% da receita líquida da venda das passagens de ônibus, garantindo um valor mínimo de R$ 200 mil

ADAMO BAZANI

A Justiça de São Paulo ainda analisa pedido da administradora da recuperação judicial do Grupo Itapemirim, EXM Partiners, para que seja decretada a falência da Viação Itapemirim, Viação Kaissara e demais empresas.

Como mostrou o Diário do Transporte com exclusividade, na petição a EXM cita as propostas da Ricco Transportes de assumir apenas as linhas da Kaissara e da Suzantur para assumir todas as linhas da Itapemirim, da Kaissara, guichês e estruturas.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2022/07/18/exm-pede-na-justica-falencia-da-itapemirim-e-suzantur-quer-arrendar-imoveis-e-guiches/

Nesta terça-feira, 19 de julho de 2022, o Diário do Transporte teve acesso com exclusividade à proposta da Suzantur, que abrange mais linhas.

A empresa de Claudinei Brogliato propõe pagar ao Grupo Itapemirim 1,5% da receita líquida da venda das passagens de ônibus, garantindo um valor mínimo mensal de R$ 200 mil.

Para a companhia, este montante é superior que a rentabilidade da maioria das empresas de ônibus rodoviários em 2021, em que ainda havia o impacto da pandemia de covid-19 no setor.

A Suzantur quer o arrendamento de todas as linhas das viações Itapemirim e Caiçara (Kaissara), todos os guichês e salas vip e das marcas Itapemirim e Kaissara por 12 meses.

Para um imóvel em Curitiba, a Suzantur quer pagar um aluguel com valores de mercado por 24 meses.

Se, após este prazo de 12 meses, a Itapemirim e Kaissara forem vendidas, leiloadas ou arrendadas por outra empresa, a Suzantur ainda teria o direito de permanecer por seis meses operando.

Caso isso aconteça, a Suzantur quer ser indenizada pelos investimentos feitos no período em que operou, incluindo rescisões trabalhistas, com terceirizados e fornecedores de bens e serviços.

A Suzantur ainda quer, neste arrendamento, utilizar os atuais ônibus da Kaissara e Itapemirim que atendam às exigências da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres). Entretanto, a empresa se dispõe a pagar o aluguel por estes ônibus.

A companhia que atualmente opera transportes urbanos em cidades do ABC Paulista (Santo André, Mauá, Diadema e Ribeirão Pires) e em São Carlos (SP) ainda quer um desconto de 50% se participar de leilões para arrematar a Itapemirim/Kaissara com base nos investimentos que realizou durante o período de arrendamento.

A empresa ainda deixa claro que a proposta elimina uma possível sucessão de débitos e encargos originais do Grupo Itapemirim, inclusive ser for decretada a falência.

A Justiça também vai analisar a proposta da companhia do ABC.

Veja na íntegra:

 

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Que patético! 200 mil por mês nao paga nem o aluguel das garagens da empresa . Qualquer aluguel de loja em centro da cidade custa 15 , 30 mil Reais por mês e vem os caras querendo usar as todas as garagens, ônibus, TODAS AS LINHAS etc pagando essa merreca .Quanto vale o aluguel de uma garagem imensa como a do Rio, que fica na Av Brasil??? Qual é o valor pra alugar aquele garagem de Cachoeiro que mais parece uma cidade??? E a de Campos, de Macaé, Fortaleza, Aracajú, Petrolina, Brasilia, B as outras inúmeras garagens e estruturas?

  2. Luiz Villela Linhares disse:

    Das garagens citadas , somente a do Rio de Janeiro e Cachoeiro do Itapemirim pertencem ao grupo Itapemirim ainda .As outras foram vendidas , leiloadas , então conforme dito pela Suzantur a esse interesse de operar as linhas, não é um sonho impossível na minha opinião, já que com essa dívida toda que o grupo Itapemirim tem , impagável, é uma luz no fim do túnel , é só a justiça abraçar, a própria Suzantur tem uma frota razoável que daria para operar tranquilamente, cerca de 400 ônibus , entre muitos G7 1200 , DDs e LDs 1600.

  3. Paulo disse:

    Você está equivocado, das citadas garagens só resta a do Rio, foram todas leiloadas, e cadê o dinheiro? O gato comeu!

  4. Fernando de Souza disse:

    Independente de algumas garagens terem sido vendidas, o texto acima não cita as garagens no pacote. Por tanto citei erroneamente as garagens, mas acertadamente lhes digo que ela deve mais de 2 Bilhões de Reais em tributos e uns 200 milhões de Reais de outrsa dívidas. Com a correção monetária e juros de um ano, o certo, por regra de mercados era essa divida aumentar em 220 milhões em 12 meses por tanto 200 mil reais é um valor irrisório, que nunca resolverá o problema da empresa. Falência já!!

  5. Aneli.do.rosario vieira de souza disse:

    Eu só gostaria quê vocês resolvesse logo isso porque eu só viajo pra o Maranhão de Itapemirim vou no final do ano espero que até lá essas linhas queque que for já esteja liberado

  6. José carlos gomes disse:

    E qm tem um prosseso contra a Itapemirim que já está ganho só falta receber como fica

Deixe uma resposta