Contrato para fornecimento de veículos do People Mover de Guarulhos é assinado com a Marcopolo

Concessionária do aeroporto utilizará dinheiro que seria destinado para a União na construção do meio de transporte. Foto: Divulgação / GRU Airport.

Transporte especial fará a conexão entre os trens urbanos de São Paulo e o maior aeroporto da América do Sul

WILLIAN MOREIRA

Foi assinado nesta segunda-feira, 02 de maio de 2022, o contrato entre o Consórcio AEROGRU e a empresa Marcopolo para o fornecimento dos veículos que farão parte do APM (Automated People Mover) do Aeroporto Internacional de Guarulhos.

A Marcopolo ficará responsável por fabricar os carros do transporte de pessoas entre a estação de trem da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) e os terminais de passageiros.

De acordo com o Ministério da Infraestrutura, o meio de conexão foi viabilizado pelo Governo Federal por meio de um aditivo de contrato onde parte do valor destinado a outorga de concessão do Aeroporto Internacional, será revertida na construção do APM.

Será investido um total de R$ 271,7 milhões pela concessionária GRU Airport, que resultará no aeromóvel com quatro paradas, utilizando tecnologia similar à presente nos aeroportos de Atlanta, Chicago, Nova Iorque e São Francisco, nos Estados Unidos.

O empreendimento é formado por um pool de empresas, sendo elas o consórcio Aerom, HTB, FBS e TSINFRA, com seus parceiros estratégicos Schneider Electric, Minerbo Fuchs, Certifer e Marcopolo Rail.

“[A tecnologia] está sendo implantada no mundo inteiro e agora teremos aqui também no Brasil. Os veículos são muito bonitos, muito confortáveis e muitos seguros. Com o People Mover, o aeroporto de Guarulhos em São Paulo vai servir de exemplo para o mundo inteiro”, disse o secretário nacional de Aviação Civil, Ronei Glanzmann, em nota divulgada para a imprensa.

É previsto, segundo o projeto, paradas nos terminais 1, 2 e 3 e na estação Aeroporto-Guarulhos da Linha 13-Jade, com o tempo estimado de seis minutos para percorrer o trajeto e com capacidade de levar 2 mil pessoas por hora em cada direção, substituindo os ônibus utilizados atualmente.

Anteriormente, o Governo do Estado de São Paulo havia anunciado que o serviço será gratuito, com funcionamento 24 horas por dia, oferecendo Wi-Fi, ar-condicionado e painéis informativos sobre os voos que o local estará recebendo no dia.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta