Três ônibus elétricos do Tarifa Zero não operam e linhas foram suspensas em Volta Redonda (RJ); Contrato de manutenção foi a causa de acordo com poder público

Serviço será retomado apenas depois do conserto

ADAMO BAZANI

Quem depende dos ônibus do Tarifa Zero, em Volta Redonda (RJ) não está podendo contar com os serviços.

De acordo com comunicado nesta terça-feira, 19 de abril de 2022, da Secretaria Municipal de Transporte e Mobilidade Urbana (STMU), os três ônibus elétricos que fazem o serviço estão parados por problemas técnicos.

Por causa disso, a operação nas linhas está suspensa temporariamente.

Segundo a prefeitura, a empresa responsável pela manutenção já foi acionada pela STMU. Assim que os veículos forem reparados, a secretaria informará o retorno da operação.

Em nova nota, no final da tarde, a prefeitura explicou que a interrupção dos serviços ocorreu por causa de um contrato de manutenção que não foi pago pela gestão anterior, prejudicando o programa.

Veja na íntegra:

A Prefeitura de Volta Redonda informa que um contrato de manutenção com a empresa fabricante dos ônibus elétricos em operação no município está sendo finalizado.
A Prefeitura informa que não mediu e não vai medir esforços para dar continuidade ao Projeto Tarifa Zero ao longo da atual Administração. Ocorre que os veículos adquiridos na gestão anterior não foram pagos ao fabricante pelo Governo Anterior (cerca de três milhões de reais).
Este pagamento só foi possível neste ano, prejudicando assim a manutenção dos veículos, pois sem a quitação do débito a empresa especializada se recusava a fechar o contrato.
Somente a partir do pagamento foi possível elaborar um contrato de manutenção.
Assim, o projeto poderá funcionar de maneira regular, sem prejudicar a população.
Neste sentido, a Prefeitura de Volta Redonda tenta colocar ao menos um veículo funcionando até a manhã desta quarta-feira, dia 20, e para segunda-feira, dia 25, serão colocados ônibus extras para fazer as linhas do projeto Tarifa Zero até que a manutenção seja concluída e os veículos elétricos retornem às ruas.
Reafirmamos: Não há risco do projeto ser encerrado.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Fernanda disse:

    Ah sei, deu problema…ãhan, Era Neto, que é conchavo dos empresários, em destaque para os da Viação Sul Fluminense.

  2. Elias Oliveira disse:

    O dês governo Neto é um retrocesso para Volta Redonda, esse administrador quiz e tem o poder a custa da miséria da população. Vergonha em relação a outros municípios, como Resende que tem um prefeito que honra seu trabalho e seus cidadãos. Triste Volta Redonda.

  3. Eric Jcl disse:

    Infelizmente os prefeitos tem uma coisa muito feia que é não continuar o que o outro fez , o Samuca não fez nada de bom para volta redonda, é a única coisa boa que ele fez para o povo foi o tarifa zero. Aonde eu moro otari fazer não faça mas ajuda muitas pessoas, e pelo menos isso o neto poderia arcar com a despesa pois o tarifa zero ajuda muitas pessoas que precisam, e pode ter certeza que ele arcando com essa despesa o povo vai votar nele pois ele já é ídolo da região.

  4. Paulo disse:

    Os três deram defeitos ao mesmo tempo? Ou é falta de planejamento ou é para beneficiar empresários da região. Quem acredita nisso acredita em Papai Noel.

Deixe uma resposta