Trânsito na Marginal Tietê aumenta 62% com desabamento e 151 linhas de ônibus sofrem impactos na região

Análise é de plataforma de tecnologia de gestão e monitoramento do transporte público por ônibus. Não somente na Marginal, mas em toda região com impactos diretos no trânsito, são 151 linhas de ônibus

WILLIAN MOREIRA/ADAMO BAZANI

Com a cratera que se abriu na Marginal Tietê, sentido Ayrton Senna, devido ao acidente na obra da Linha 6-Laranja, nesta terça-feira, 1° fevereiro de 2022, o trânsito na principal via da cidade de São Paulo aumentou 62%.

Os dados fazem parte de uma análise realizada pela Trancity, plataforma de gestão e monitoramento do transporte público por ônibus, desenvolvida pela Scipopulis.

Com a interdição das pistas local e central para os trabalhos de recuperação do solo e fechamento da cratera, a via que operava com uma média de 26 km/h no horário de pico da manhã, passou a registrar a velocidade média de 10 km/h, o que se manteve até o termino da análise ao meio dia desta quarta (2).

Como dado quantitativo, a região próxima do desabamento, contando não só a Marginal, mas vias principais da região, como a Avenida Ermano Marchetti, Ponte da Freguesia e entre outros, é atendida por 151 linhas de ônibus e quando houve o acidente, 305 coletivos estavam nesta mesma região.

“Conseguimos identificar em tempo real, os trechos na cidade onde há anormalidade no tráfego de ônibus. Este fenômeno representa um transbordamento do evento inicial, em que a queda na fluidez de um trecho foi também responsável por diminuir a eficiência na operação de seus vizinhos”, explica o cofundador e CEO da Scipopulis, Roberto Speicys em nota divulgada para a imprensa.

Por causa do acidente, a prefeitura de São Paulo suspendeu o rodízio municipal de veículos até a próxima sexta (4).

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2022/02/02/ouca-rodizio-municipal-de-veiculos-fica-suspenso-ate-sexta-feira-04-decide-nunes-no-fim-da-noite/

Além disso, o Diário do Transporte mostrou que o prefeito Ricardo Nunes em despacho publicado na edição desta quarta-feira do Diário Oficial, 02 de fevereiro de 2022, autorizou que sejam tomadas as providências necessárias para a implementação, em caráter emergencial, de planos viários de contingência em torno da região do acidente ocorrido nas obras da Linha 6 do Metrô.

Os planos viários apresentados no Diário aparecem em um croqui, e a autorização de Nunes possibilita, inclusive, se for o caso, a requisição administrativa de áreas privadas.

Caberá à SMT – Secretaria Municipal de Mobilidade e Trânsito operacional as mudanças.

Pelo croquis, o desvio será realizado pela Rua Aquinos, após acesso pela Marginal Tietê pela Rua Cenno Sbrighi. A nova proposta de desvio envolve área privada na continuidade da Aquinos, até desaguar mais à frente na Marginal na rua Visconde de Nanique.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2022/02/02/prefeito-ricardo-nunes-aprova-plano-de-contingencia-para-implantacao-de-desvios-em-torno-de-area-de-acidente-de-metro/

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta