CMTC-Rio (MobiRio) marca para 24 de janeiro licitação para aluguel de 100 ônibus padrons

Veículos devem reforçar o atendimento no BRT

ADAMO BAZANI

A CMTC-Rio (Companhia Municipal de Transportes Coletivos do Rio de Janeiro)/Mobi-Rio marcou para o dia 24 de janeiro de 2022 a data de entrega de propostas na licitação para o aluguem de cem ônibus urbanos, do tipo padron.

O comunicado foi publicado oficialmente nesta segunda-feira (10), mas já em dezembro, a prefeitura, que faz intervenção no BRT-Rio, já tinha publicado o aviso da licitação, ainda sem data, que mostrou o intuito de locar os veículos.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2021/12/27/cmtc-rio-autoriza-licitacao-para-aluguel-de-100-onibus-padrons-para-reforcar-brt-rio/

Segundo a publicação oficial, o edital já está disponível.

O valor é sigiloso, vencendo quem oferecer o menor preço.

Os veículos são para reforçar o atendimento dos ônibus articulados em linhas alimentadoras ou mesmo emergenciais dentro do BRT nos trechos de maior movimento.

A frota de articulados é insuficiente para a demanda, mesmo com a intervenção tendo sido ampliada.

Por causa de problemas de infraestrutura e na prestação de serviços, contanto com a questão da frota insuficiente já que muitos articulados foram encontrados sucateados, em março de 2021 a gestão do prefeito Eduardo Paes iniciou uma intervenção no sistema de BRT (Bus Rapid Transit), que deveria ser finalizada em setembro de 2021, mas como a situação não foi resolvida, foi prorrogada até março de 2022.

O contrato de locação destes 100 ônibus será de 12 meses, ou seja, vai extrapolar o período-limite de intervenção da prefeitura no BRT.

O aluguel de ônibus padrons para atendimentos de reforço foi uma das soluções provisórias encontradas pela prefeitura.

Diário do Transporte trouxe em 13 de agosto de 2021, em primeira mão, a notícia do aluguel de 30 ônibus, com custo mensal aos cofres públicos em torno de R$ 1,056 milhão.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2021/08/13/onibus-da-frota-de-30-coletivos-que-serao-alugados-parar-reforcar-brt-rio-faz-testes-no-terminal-alvorada/

Também como noticiou a reportagem, a concessão da operação do BRT à iniciativa privada está entre os planos para 2022. A operação será separada do fornecimento da frota, da gestão financeira e da bilhetagem eletrônica, serviços que devem ter licitações separadas.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2021/12/31/rio-projeta-concluir-concessao-de-brt-compra-de-onibus-e-nova-bilhetagem-em-2022-e-faz-balanco-do-ano-para-area-de-transportes/

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta