Rodoviários de Campo Grande (MS) anunciam greve a partir de sexta (07)

Foto: Victor Costa / Ônibus Brasil

Categoria reclama de reajuste salarial que não teria sido concedido pelo Consórcio Guaicurus

ALEXANDRE PELEGI

Em assembleia dirigida pela Fetetroci-MS (Federação dos Trabalhadores em Empresas de Transporte Rodoviários, de Cargas, de Coletivos Intermunicipais e Interestaduais de Mato Grosso do Sul), realizada na manhã desta segunda-feira, 03 janeiro de 2022, os motoristas do transporte coletivo de Campo Grande (MS) decidiram entrar em greve a partir da meia-noite da próxima sexta-feira (07).

O presidente da Federação que representa os rodoviários, William Alves da Silva, afirma que os trabalhadores não recebem reajuste desde 2020.

Em novembro de 2021, de acordo com o líder sindical, houve negociação por aumento de 11,08%.

Os rodoviários prometem manter a paralisação até que o reajuste salarial seja concedido.

“Recentemente, o Consórcio Guaicurus comunicou a gente que não teriam condições de dar o reajuste para os funcionários, então nós convocamos uma assembleia, porque o sindicato entende que deve ter o reajuste sim e todos concordaram com a paralisação e agora nós estamos tomando as medidas legais”, explica.

Do total de 750 rodoviários na Capital do Mato Grosso do Sul, apenas 45 estavam presentes na assembleia.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta