Jundiaí é a mais nova Região Metropolitana do Estado de SP

‍Alesp aprovou nesta terça-feira (09) a nona Região do Estado

ALEXANDRE PELEGI

A criação da Região Metropolitana de Jundiaí  foi aprovada pela Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo nesta terça-feira, 9 de novembro de 2021.

Os deputados votaram favoravelmente o Projeto de Lei Complementar 36/2021, do Executivo, que cria a Região composta por sete municípios e cerca de 800 mil habitantes.

Agora o texto legislativo segue para sanção do governador João Doria.

A nova região metropolitana é composta pelos seguintes municípios: Jundiaí, Cabreúva, Campo Limpo Paulista, Itupeva, Jarinu Louveira e Várzea Paulista.

Juntamente com as regiões de Piracicaba e São José do Rio Preto, criadas em agosto, a região de Jundiaí se soma agora às regiões metropolitanas de São Paulo, Vale do Paraíba e Litoral Norte, Ribeirão Preto, Baixada Santista, Sorocaba e Campinas.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes 

 

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. SANDRO ROGÉRIO DA SILVA disse:

    Jundiaí já apresenta um custo de vida elevadíssimo, sem loteamentos para os de baixa renda e com apartamentos populares de 42 metros quadrados p famílias de 4 pessoas ou mais.
    Até a coleta de esgoto é paga , difícil entender , por pagarmos o tratamento do esgoto.
    Diversas empresas foram embora, assim Jundiaí está tornando- se uma cidade dormitório para a elite da cidade.
    Essa história de Metropolitana só irá aumentar ainda mais a diferença de classes nessa região.
    Não é debate é só uma suposta liberdade de expressão.

  2. Ismael Junior disse:

    Eu ainda acho que Itatiba deveria fazer parte dessa nova região metropolitana, já que ela tem relação mais próxima com Jundiaí do que com Campinas…

Deixe uma resposta para SANDRO ROGÉRIO DA SILVA Cancelar resposta