Jundiaí é a mais nova Região Metropolitana do Estado de SP

‍Alesp aprovou nesta terça-feira (09) a nona Região do Estado

ALEXANDRE PELEGI

A criação da Região Metropolitana de Jundiaí  foi aprovada pela Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo nesta terça-feira, 9 de novembro de 2021.

Os deputados votaram favoravelmente o Projeto de Lei Complementar 36/2021, do Executivo, que cria a Região composta por sete municípios e cerca de 800 mil habitantes.

Agora o texto legislativo segue para sanção do governador João Doria.

A nova região metropolitana é composta pelos seguintes municípios: Jundiaí, Cabreúva, Campo Limpo Paulista, Itupeva, Jarinu Louveira e Várzea Paulista.

Juntamente com as regiões de Piracicaba e São José do Rio Preto, criadas em agosto, a região de Jundiaí se soma agora às regiões metropolitanas de São Paulo, Vale do Paraíba e Litoral Norte, Ribeirão Preto, Baixada Santista, Sorocaba e Campinas.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes 

 

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. SANDRO ROGÉRIO DA SILVA disse:

    Jundiaí já apresenta um custo de vida elevadíssimo, sem loteamentos para os de baixa renda e com apartamentos populares de 42 metros quadrados p famílias de 4 pessoas ou mais.
    Até a coleta de esgoto é paga , difícil entender , por pagarmos o tratamento do esgoto.
    Diversas empresas foram embora, assim Jundiaí está tornando- se uma cidade dormitório para a elite da cidade.
    Essa história de Metropolitana só irá aumentar ainda mais a diferença de classes nessa região.
    Não é debate é só uma suposta liberdade de expressão.

  2. Ismael Junior disse:

    Eu ainda acho que Itatiba deveria fazer parte dessa nova região metropolitana, já que ela tem relação mais próxima com Jundiaí do que com Campinas…

Deixe uma resposta