Vereadores de Curitiba aprovam em 2º turno novo regime de auxílio ao sistema de ônibus

Vereadores de Curitiba aprovam em 2º turno novo regime de auxílio ao sistema de ônibus

ADAMO BAZANI

Os vereadores da Câmara Municipal de Curitiba aprovaram nesta quarta-feira, 29 de setembro de 2021, por 21 a 13 votos, em segundo turno, a criação do Novo Regime Emergencial do Transporte Coletivo.

Como havia mostrado o Diário do Transporte, em primeiro turno, por 23 votos a 11, a continuação do auxílio ao sistema de ônibus da capital paranaense já tinha sido aprovada.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2021/09/27/vereadores-de-curitiba-aprovam-continuacao-de-repasses-a-sistema-de-onibus-em-primeiro-turno/

Na prática, o novo regime é bem parecido com o que os vereadores aprovaram em 2020, porém mais vantajoso ainda para as empresas de ônibus.

Entre os benefícios às operadoras estão:

– Mesmo com os subsídios, as viações poderão demitir seus empregados sem justa causa (na versão anterior, era proibido demitir);

– Os repasses financeiros poderão ser feitos às empresas de ônibus até 28 de fevereiro de 2022;

– O Fundo de Urbanização poderá pagar parcelas de financiamento de ônibus comprados pelas viações;

– As empresas de ônibus não serão obrigadas a colocar 100% da frota em operação.

Para entrar em vigor, o projeto deve ser sancionado pelo prefeito Rafael Greca, o que é certo, já que a proposta é do próprio executivo curitibano.

Na mensagem aos vereadores, o prefeito Rafael Greca, afirma que apesar da retomada das atividades econômicas, a quantidade de usuários ainda está 40% inferior ao que era registrado antes da pandemia.

Em sua operação normal (dias úteis), o Sistema transportava diariamente cerca de 1.200.000 passageiros, dos quais cerca de 650.000 são pagantes, e os veículos rodam cerca de 260.000 quilômetros por dia. Desde o início da pandemia e consequente adoção das medidas restritivas de prevenção e enfrentamento da doença, o Sistema chegou a transportar em média 160.000 passageiros, dos quais cerca de 140.000 são pagantes. Atualmente o sistema vem experimentando um relativo aumento na quantidade de passageiros. Dados do dia 13/09/2021 apontam que o Sistema de Transporte Coletivo de Curitiba transportou uma média de 438.933 passageiros, representando uma queda de 40,25%, média ainda bem aquém do que se verificava em uma situação pré-pandêmica.

O regime atual foi aprovado pela Casa em 2020, que valeu até 30 de junho de 2021, passando por prorrogações.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta