Diário no Sul

VISATE é primeira empresa do país a adotar nova geração de dispositivos embarcados da Transdata

Concessionária do transporte urbano de Caxias do Sul (RS), empresa garante que até 2022 terá toda a frota equipada com o AtlasBox

ALEXANDRE PELEGI

Primeira empresa do país a adotar a nova plataforma tecnológica da Transdata para ITS –AtlasBox –  a Viação Santa Tereza de Caxias do Sul (VISATE), concessionária do transporte público de Caxias do Sul (RS), inclui em sua frota uma nova geração de computadores de bordo multifuncionais.

Esta será a terceira vez que a VISATE, que opera em Caxias há mais de 35 anos, moderniza seus sistemas de cobrança e controle, sempre em parceria com a Transdata.

Com a adoção do AtlasBox, a empresa de transporte mantém seu pioneirismo na adoção da bilhetagem eletrônica no Rio Grande do Sul.

A modernização, desta feita, se manteve na empresa e deverá trazer diversos benefícios aos clientes, como, por exemplo, novas opções para pagamento da tarifa.

Para o diretor executivo da empresa, Gustavo Marques dos Santos, acredita que a novidade será benéfica aos passageiros locais. “Mais uma vez investimos em uma solução para facilitar o dia a dia dos nossos clientes, o AtlasBox. Em breve, novas formas de pagamento estarão disponíveis nos ônibus do transporte coletivo urbano de Caxias do Sul”, afirma Santos.

O AtlasBox faz a interface com o software da Transdata, atuando como uma central de processamento e gestão de tecnologias, o que permite pagamentos multimeios, controle operacional e videomonitoramento.

O diretor de produto da Transdata, Rafael Teles, explica a inovação: “É um computador de bordo, um equipamento multifuncional que permite centralizar a maior parte das tecnologias embarcadas numa interface única. É possível controlar o itinerário eletrônico, obter dados de telemetria pela porta CAN, rastrear e comunicar a localização do veículo, gravar imagens e, claro, cobrar tarifas por diferentes meios, inclusive, por carteiras digitais e cartões de débito e crédito”.

Teles destaca outras características dessa nova geração de equipamentos. “É resultado de quatro anos de trabalho, com parceiros de alto nível, como a Bosch, que participou de todo o projeto do gabinete. Para dar maior resistência à tela multitouch usamos o mesmo Gorila Glass que equipa os smartphones topo de linha da Samsung, por exemplo”.

A VISATE é o “cliente-lançador” do AtlasBox, segundo Teles resultante de uma relação de parceria e confiança. “É uma história que conecta os caminhos de Transdata e VISATE pela tradição e inovação”, completa.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. carlos souza disse:

    Xiiiiii….agora é que a VISATE não sai mais do sistema de transporte coletivo de Caxias do Sul,mesmo.Sem concorrência que tenha credibilidade pra encarar a VISATE…phyodhew total.Também…o país do crime que é o Brasil….

  2. Tainara gazzoni disse:

    Deviam pensar menos em tecnologia, que vai acabar sendo paga pelo usuário e colocar mais carros à disposição. Sem falar que com essa automação, diminui o número de funcionários, ou seja menos empregos e aumenta o valor da passagem.

  3. dionizia disse:

    Gosto da empresa,acho que tem seus méritos ,tem passagem cara, e acho extremamente errado motorista cobrar as passagens, é perigoso para assaltos, tira atenção no trânsito e tranca a porta. Então qualquer mudanças levem em conta tudo .

Deixe uma resposta