Iveco apresenta nova linha “Minibus Daily” e deve trazer novidades nos segmentos de ônibus maiores

Veículo têm diferentes configurações, incluindo fretamento e turismo

ADAMO BAZANI

A Iveco Bus apresentou nesta segunda-feira, 26 de julho de 2021, a nova linha “Minibus Iveco Daily”.

A empresa divulgou também a versão “Daily Vetrato”, cujos veículos vêm “vazios” e podem ser customizados do jeito que o comprador precisar.

De olho na retomada econômica com o esperado término da crise gerada pela pandemia de covid-19, a fabricante quer com os modelos atender diferentes segmentos, como de fretamento contínuo, o turismo e o escolar.

O gerente nacional de vendas da Iveco Bus, Wellington Monte, disse em entrevista coletiva, da qual o Diário do Transporte participou, que para 2021 há uma estimativa de crescimento no mercado total (todas as marcas) entre 8% e 10%, o que para o executivo, é uma projeção conservadora.

MODELOS:

Os modelos disponíveis desta nova linha são o 45-170, de PBT (Peso Bruto Total) de 4,2 toneladas, e o 50-170 de PBT de 5 toneladas.

As versões do “minibus” foram divididas em fretamento e turismo, com diferenças no acabamento, distância entre os assentos e quantidade de lugares:

Fretamento:

– 15+1 passageiros do 45-170, com rodado simples traseiro;

– 20 + 1 passageiros do 50-170, com rodado duplo traseiro

Turismo:

– 15+1 passageiros do 45-170, com rodado simples traseiro;

– 18 + 1 passageiros do 50-170, com rodado duplo traseiro

PREÇOS:

Os preços variam de acordo com as configurações e portes que forem escolhidos.

Pela tabela do Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), a versão Vetrato está com valor de R$ 197,5 mil e a fretamento, R$ 229,5 mil.

Nas concessionárias, porém, segundo a Iveco, é possível negociar valores e condições, inclusive com o financiamento do banco CNH Industrial, proprietária da marca Iveco.

CARACTERÍSTICAS:

A configuração do motor de toda a linha possui 260 cavalos 400 Nm de torque, números que, segundo a fabricante, são os maiores desta categoria. O desenvolvimento do torque também permite maior controle da força necessária somente pela aceleração, reduzindo a necessidade de troca de marchas, o que pode diminuir o consumo de combustível e o desgaste de pneus.

O propulsor 3.0 16V tem quatro cilindros em linha, turbo de duplo estágio, injeção eletrônica do tipo Common Rail e desenvolve 170 cv de potência máxima a 3.500 rpm e torque máximo de 400 Nm de 1.250 rpm e 2.900 rpm. – diz a Iveco

Outro destaque da marca é que a linha possui assistente de rampa, que “segura” por alguns segundos o veículo para não descer em rampas, tanto de frente como de ré.

Para isso, a tecnologia mantém a pressão nos freios por dois segundos depois de o motorista tirar o pé para trocar de pedal.

Controle de estabilidade, ar-condicionado digital, computador de bordo, piloto automático, sensor de ré, rádio com Bluetooth e entrada USB, airbag para o motorista e trio elétrico são outros itens que fazem parte de todas as configurações.

A Iveco Bus destacou também que o ar-condicionado já vem instalado e funcionando com alternador de 210 amperes para, segundo os executivos da fabricante, dar conta da refrigeração também do salão que conta com um segundo compressor.

Ainda em relação ao ar-condicionado, foi desenvolvido um sistema para que as bocas de ar lancem a mesma temperatura para todo o salão de forma igual, tanto na frente, meio e na parte de trás.

Todos estes itens são de série.

Como opcionais estão apenas airbag duplo e kit multimídia que oferece, entre outros itens, câmera de ré.

O volante de dimensões menores e a alavanca de marcha no painel foram desenvolvidos para aproximar o conforto e a dirigibilidade das vans a carros de passeio.

A direção possui coluna ajustável.

Sobre o design, a Iveco destacou o novo conjunto óptico com novo farol, novas luzes de posição e farol de neblina.

O para-choque dianteiro foi transformado em três partes, para deixar mais barata e rápida a manutenção.

O para-brisa recebeu um novo ângulo de inclinação para melhorar a visibilidade

Em nota, a Iveco ainda detalhou o pacote de segurança que está nos modelos:

– Assistente de estabilidade eletrônica = atua no controle do torque do motor e nos freios, freando cada roda individualmente quando o veículo se torna instável.

– Assistente de freio hidráulico = aumenta a pressão do freio quando o pedal é acionado de forma rápida reduzindo a distância de parada.

– Compensação hidráulica de frenagem = detecta condição anormal do sistema de freio e aumenta a pressão do circuito até a intervenção do ABS.

– Performance Hidráulica do freio traseiro = no caso de uma frenagem de emergência, quando os freios dianteiros já estão em controle de ABS, aumenta a pressão nos freios traseiros, maximizando a eficiência total da frenagem.

– Controle estendido de estabilidade = no caso de o veículo perder aderência das rodas dianteiras atua intervindo no torque e no freio, aumentando a capacidade de manobra.

– Intervenção do movimento de rolagem = suaviza situações de rolagem perigosa durante a condução altamente dinâmica.

– Mitigação de capotagem = suaviza situações de rolagem perigosa durante situações de parada.

– Controle de partida em subidas = mantém a pressão nos freios por dois segundos, auxiliando na partida do veículo em rampas.

ÔNIBUS MAIORES E GÁS NATURAL:

O mercado de ônibus, dentro da estratégia da Iveco Bus de diversificação de produtos, deve receber novidades no segmento de veículos maiores.

Sem antecipar quais os modelos e configurações, os executivos da Iveco Bus disseram que deve haver um reposicionamento da marca em especial nos segmentos urbanos e fretamento, para as quais, até o momento, o maior modelo é o 170S28 apresentado em 2014.

Parcerias com clientes-vitrines, de projeção nacional, estão entre as estratégias para convencer empresários de ônibus fiéis a outras marcas que atuam há mais tempo no mercado de ônibus maiores.

A respeito do gás natural, combustível já usado em modelos da marca na Europa e até mesmo na vizinha Argentina, os executivos da Iveco confirmaram que o Brasil está nos planos, mas não informaram datas.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Ronaldo Eustáquio dos Santos disse:

    Boa noite .Saudacoes cordiais. Na condição de apenas alguém que acompanha a evolução dos veículos de transporte coletivo de passageiros tanto urbanos como rodoviários e que tem simpatia pela marca Iveco Bus do Grupo CNH aguardo com expectativa a chegada de chassis plataformas com motores traseiros da séries FPT NEF 6 ( 6.7) e FPT Cursôr ,que venha competir com os seus similares das marcas atuais.Torço muito pelo sucesso da Iveco

Deixe uma resposta