Justiça determina que CPTM pague PPR de trabalhadores das linhas 11, 12 e 13 com multa

Os trabalhadores das linhas 11, 12 e 13 vão decidir se fazem ou não uma greve na terça. Foto: Diário do Transporte.

Audiência foi realizada em plantão neste domingo; assembleia vai definir possível greve destas linhas

ADAMO BAZANI
Colaborou Jessica Marques

O desembargador plantonista do TRT (Tribunal Regional do Trabalho), Rafael Ribeiro, convocou para este domingo, 18 de julho de 2021, uma audiência com os empregados das linhas 11-Coral, 12-Safira e 13-Jade da CPTM e atendeu o sindicato da categoria determinando a manutenção da convenção coletiva, com correção salarial e em benefícios, além de do pagamento das parcelas do PPR (Programa de Participação nos Resultados) de 2020, que deveriam ser depositadas em maio e junho.

O magistrado ainda determinou multa de 5% sobre os valores do PPR.

A categoria deve realizar uma assembleia virtual para discutir a decisão e a proposta do secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, da última quinta-feira, 15 de julho de 2021, quando ocorreu uma greve parcial dos funcionários das linhas 7-Rubi, 8-Diamante, 9-Esmeralda e 10-Turquesa.

Na ocasião, os trabalhadores das linhas 11, 12 e 13 não pararam. Baldy, aceitou atender propostas trabalhistas de ferroviários.

A proposta feita pelos ferroviários para o encerramento da greve foi:

– 50% do PPR 2020 pagamento dia 10/08/2021;
– 50% restante do PPR 2020, com acréscimo da multa contratual em 10/01/2022;
– Não recorrer ao TST das decisões dos Dissídios Econômicos 2020 e 2021

Segundo a ata da audiência de conciliação, o sindicato deve fazer uma consulta à categoria até as 3h desta segunda (19), para saber se os trabalhadores aceitam ou não a decisão do desembargador.

Confira alguns dos itens que constam na decisão:

Os trabalhadores das linhas 11, 12 e 13 vão decidir se fazem ou não uma greve na terça-feira, 20 de julho de 2021.

Segundo a ata da audiência de conciliação, o sindicato deve fazer uma consulta à categoria até as 3h desta segunda (19), para saber se os trabalhadores aceitam ou não a decisão do desembargador.

Confira a decisão, na íntegra:

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta