Motoristas e cobradores de ônibus de Curitiba serão vacinados a partir de segunda (28) com a dose única da Janssen contra a covid-19

Ônibus em Curitiba

Equipes de vacinadores da Saúde de Curitiba irão às 12 garagens das empresas de ônibus

ADAMO BAZANI

A partir de segunda-feira, 28 de junho de 2021, motoristas e cobradores de ônibus de Curitiba (PR) serão vacinados contra covid-19.

A informação foi divulgada nesta sexta-feira, 25 de junho de 2021, pela prefeitura.

Os profissionais vão receber o imunizante Janssen, que chegou nesta semana ao Brasil.

Diferentemente das outras vacinas aprovadas pela Anvisa no Brasil, o imunizante da Janssen, do grupo Johnson & Johnson, só necessita de uma dose para proteção.

A vacinação vai ocorrer dentro das 12 garagens das empresas de ônibus curitibanas.

O grupo de motoristas e cobradores do transporte coletivo de Curitiba é composto por quase oito mil pessoas, segundo nota da prefeitura.

“São trabalhadores que prestam um serviço essencial à população e não tiveram em nenhum momento dessa pandemia a opção de home office”, diz a secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak, na mesma nota.

A relação dos trabalhadores que serão vacinados foi enviada pela Urbs (Urbanização de Curitiba S/A), responsável por gerenciar o transporte coletivo da capital.

Em todo o Estado do Paraná, o Governo do Estado definiu que a vacina da Janssen deverá ser aplicada em caminhoneiros e motoristas do transporte rodoviário e metroviário e população em situação de rua.

Como mostrou o Diário do Transporte, trabalhadores dos transportes de Fazenda Rio Grande, na região metropolitana de Curitiba, começaram a ser vacinados contra a covid-19 nesta terça-feira, 22 de junho de 2021.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2021/06/23/trabalhadores-do-transporte-coletivo-ja-podem-ser-vacinados-em-fazenda-rio-grande-pr/

RECOMENDAÇÃO DO MINISTÉRIO DA SAÚDE:

Diário do Transporte noticiou também que o Ministério da Saúde informou em 23 de junho de 2021, que os trabalhadores em transportes coletivos, seja urbano, metropolitano e “rodoviário de longo curso” devem ser prioridades para receber as novas doses de vacinas contra a covid-19.

As orientações sobre a vacinação e a divisão das doses por Unidade Federativa estão no 25º informe técnico e foram confirmadas pela assessoria de imprensa da pasta.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2021/06/23/ministerio-da-saude-coloca-trabalhadores-do-transporte-coletivo-como-prioridades-para-as-novas-doses-da-vacina-contra-a-covid-19-em-todo-o-pais/

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta