Eletromobilidade

Operadora Qbuzz de Groeningen, na Holanda, recebe 20 novos ônibus a hidrogênio e inaugura posto de abastecimento do combustível

Novos ônibus com célula de hidrogênio foram encomendados em 2019 à fabricante belga Van Hool

ALEXANDRE PELEGI

Groeningen, cidade do norte da Holanda com quase 200 mil habitantes, inaugurou nessa sexta-feira, 11 de junho de 2021, um novo posto de abastecimento de hidrogênio na garagem da Qbuzz, empresa de transporte público que atende o município.

No mesmo ato foram entregues 20 novos ônibus com célula de combustível, encomendados pela Qbuzz em 2019 à fabricante belga Van Hool.

A Qbuzz foi fundada em 2008, e entre 2013 e 2917 foi uma subsidiária 100% da Nederlandse Spoorwegen (Operadora Ferroviária Nacional Holandesa). Atualmente é propriedade da Ferrovie dello Stato Italiane, a Operadora Ferroviária Nacional Italiana.

O novo posto de abastecimento de hidrogênio é um dos maiores da Europa e faz parte de um projeto maior, que visa implementar um novo ecossistema de hidrogênio no norte da Holanda. O posto foi construído pela Shell, que também fornece o hidrogênio verde que pode ser reabastecido no local. O hidrogênio é transportado por trailer.

A executiva da província de Groeningen, Fleur Gräper – van Koolwijk, destacou na cerimônia a importância do posto de hidrogênio para a questão ambiental:

Hoje, mais um grande passo, ou melhor, um grande salto, foi dado na introdução do hidrogênio verde como sucessor de combustíveis fósseis, como o óleo diesel e o gás natural. O hidrogênio funciona, o hidrogênio está se tornando normal e é o futuro do norte da Holanda”.

O posto de abastecimento possui dois pontos de carga:

Peizerweg – garagem da Qbuzz

Um ônibus é reabastecido em menos de dez minutos e pode percorrer cerca de 400 quilômetros.

Isso significa que os ônibus movidos a hidrogênio podem ser usados ​​nas rotas mais longas do transporte regional, onde um ônibus elétrico com baterias nem sempre é adequado.

Desta forma, a empresa de transporte público Qbuzz está demonstrando que é possível complementar veículos elétricos a bateria e veículos elétricos a hidrogênio em operações de mobilidade urbana e regional.

A Gerente Comercial de Hidrogênio da Shell, Lisa Montanari, explicou o processo: “Antes do reabastecimento, o hidrogênio é comprimido e resfriado. Tudo isso acontece no posto de abastecimento, que fica ao lado da grande quantidade de ônibus elétricos à bateria operados pela Qbuzz”.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Limpo. bom desempenho, potência,,,esperamos que seja bem seguro em caso de acidentes..

  2. Luis Marcello Gallo disse:

    “ A Qbuzz foi fundada em 2008, e entre 2013 e 2917 foi uma subsidiária 100% da Nederlandse Spoorwegen (Operadora Ferroviária Nacional Holandesa).”. Já passamos por 2917 e eu nem percebi? Que estranho…

Deixe uma resposta