Ponte Nova (MG) retifica edital e marca licitação do transporte para 13 de julho

São Jorge Auto Bus, atual operadora do transporte municipal. Foto: Davi Neves / Ônibus Brasil

Certame estava suspenso por tempo indeterminado devido a pedido de impugnação

ALEXANDRE PELEGI

A prefeitura de Ponte Nova, cidade de 60 mil habitantes no interior de Minas Gerais, tornou a lançar a licitação do transporte coletivo municipal.

O certame havia sido suspenso por tempo indeterminado conforme decisão publicada na edição do Diário Oficial da União de 07 de maio de 2021. O motivo foi um pedido de impugnação feito à Concorrência nº 1/2021 pela empresa Planum Planejamento e Consultoria Urbana Ltda.

Com o novo lançamento a prefeitura comunica que o Edital foi retificado, modificação que se dá dentro dos prazos legais, passando o certame para o dia 13 de julho de 2021 às 09h:00.

A nova versão do Edital estará disponível no site da prefeitura https://www.pontenova.mg.gov.br/licitacoes

Como mostrou o Diário do Transporte, a prefeitura de Ponte Nova renovou em abril por mais sete meses o contrato de concessão do transporte coletivo com a empresa São Jorge Auto Ônibus (São Jorge Auto Bus).

O Extrato de Prorrogação saiu publicado no Diário Oficial da União do dia 20 de abril de 2021.

O contrato com a São Jorge Auto Bus encerrou na véspera, 19 de abril, o que motivou a prefeitura a lançar uma nova licitação dos serviços de ônibus urbanos no município.

Fundada em 1970, a São Jorge atua em toda extensão urbana e quase toda área rural da cidade, além de cobrir algumas áreas intermunicipais da região.

Com isso, a prefeitura precisou abrir novo processo licitatório. O aviso da licitação para a outorga de concessão do serviço de transporte de Ponte Nova foi publicado no DOU de 13 de abril, como mostrou o Diário do Transporte. Relembre:

Prefeitura de Ponte Nova (MG) lança licitação do transporte

A prorrogação do atual contrato foi feita para que a prefeitura possa finalizar a licitação, garantindo que nesse período a população local não fique sem transporte.

LICITAÇÃO

O serviço a ser licitado será constituído por 32 linhas, sendo 14 linhas urbanas, 10 distritais e oito rurais, contando com uma frota operacional de 42 veículos.

A receita tarifária anual estimada é de R$ 12.431.638,82.

Para a frota, total de 42 veículos, o investimento é de R$ 18.060.000,00.

A idade média da frota a ser empregada é de 5 anos, e a máxima de 10 anos.

O resultado da concessão em 15 anos está estimado em R$ 17,8 milhões.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta