Greve da CSN em Salvador (BA) chega ao terceiro dia nesta quarta (31)

Prefeitura rompeu contrato com a empresa. Foto: Gustavo Lima Santos/Ônibus Brasil.

Nova reunião está marcada para esta quarta (31) com o objetivo de resolver o impasse

WILLIAN MOREIRA

A paralisação dos trabalhadores da empresa CSN, que atua no transporte coletivo de Salvador, na Bahia, entra no terceiro dia nesta quarta-feira, 31 de março de 2021. Até o momento, não há acordo com os trabalhadores.

Uma reunião realizada nesta terça (30) não resultou em acordo com relação à demanda dos rodoviários. A categoria reivindica o pagamento de salários e direitos trabalhistas em atraso, que chega a R$ 35 milhões, além de garantias claras para o pagamento das verbas rescisórias.

Para esta quarta (31), um novo encontro está marcado uma proposta pode ser formalizada, como o pagamento do FGTS, e assim ser feito um acordo para retomar a operação dos ônibus.

Enquanto a greve continua, a Prefeitura de Salvador, como medida de alternativa e apoio ao transporte, colocou em circulação os ônibus do sistema complementar, conhecido como “amarelinhos” para atender pelo menos 30 linhas das 68 que a empresa operava.

O movimento se iniciou quando o poder público municipal anunciou a ruptura do contrato com a empresa CSN e a caducidade de prestação de serviço, após uma intervenção de nove meses.

Relembre:

Rodoviários da CSN iniciam greve em Salvador após prefeitura rescindir contrato com empresa

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Bianca Araújo da Silva disse:

    Quero saber como vai ficar os passageiros que precisam fazer íntegracao,já que os ônibus da stec não faz integração entre eles mesmo quem vai pagar essa conta
    Isso É SO NO NOSSO???????

Deixe uma resposta