Espetáculo gratuito online retrata história da ferrovia em Jundiaí (SP)

Além de abordar o tema da preservação do patrimônio material de Jundiaí e detalhar a história da ferrovia, o curta também trata do respeito com o idoso. Foto: Divulgação.

Curta ‘A Locomotiva’ é indicado para crianças de quatro a dez anos de idade

JESSICA MARQUES

Um espetáculo gratuito online retrata a história da ferrovia em Jundiaí, no Estado de São Paulo. O curta “A Locomotiva”, uma adaptação do projeto original, é indicado para crianças de quatro a dez anos de idade e está disponível no YouTube. Apesar da classificação, o enredo prende a atenção de adultos, sobretudo saudosistas e fãs do transporte ferroviário.

A história retrata um menino de nove anos chamado Fortunato que, passeando pelo Complexo FEPASA, monta um plano para que seu avô, o maquinista Ventania, encontre sua amiga Maria, “A Locomotiva”, que está encostada e sem uso.

O objetivo do curta-metragem é explorar o respeito com o patrimônio material e no município de Jundiaí. O espetáculo de 30 minutos foi dividido em cinco episódios de sete minutos e distribuído em plataforma de vídeo gratuita.

O espetáculo infantil foi adaptado para o formato audiovisual, uma vez que, em meio à pandemia de covid-19, a recomendação é de que todos fiquem em casa. Além de abordar o tema da preservação do patrimônio material de Jundiaí e detalhar a história da ferrovia, o curta também trata do respeito com o idoso.

“Todo o roteiro foi escrito e adaptado para as crianças”, afirmou Rafael Ambrosin, responsável pela direção, dramaturgia e adaptação do audiovisual, que inicialmente era para ser uma peça de teatro, apresentada nas escolas municipais da cidade. “Devido à pandemia do novo coronavírus, tivemos que repensar o formato e readaptar tudo, inclusive com os atores, pois todos foram chamados para atuar nos palcos”, detalhou.

Ambrosin lembra ainda que toda classe de profissionais que dependem de projetos para se sustentar está buscando novas alternativas para levar arte à população, já que os palcos continuam fechados devido à proibição de aglomeração de pessoas.

“Este projeto chegou em uma ocasião bem oportuna para profissionais com relação direta e indireta ao teatro e que tiveram muita dificuldade durante a fase vermelha da pandemia como costureiras, maquiadores, cenógrafos, técnicos de som e luz, atores, entre outros”, comentou. O projeto é realizado com o financiamento do PROESC (Programa da Estímulo à Cultura da Prefeitura do Município de Jundiaí), Unidade de Gestão de Cultura e do PROAC Municípios, programa do Governo do Estado de São Paulo.

DETALHES DA HISTÓRIA

A Locomotiva é uma história com apenas três personagens Fortunato, Ventania e Maria (A Locomotiva), que retrata a importância da preservação da história do patrimônio público, com gravações dentro do complexo FEPASA, antiga Companhia Paulista, uma empresa ferroviária brasileira, situada no estado de São Paulo.

A história também fala sobre a relação entre neto e avô e como as histórias vividas com Maria (a Locomotiva e que o avô pilotava), encantam e fazem memórias na cabeça de uma criança de nove anos. “A intenção é que a criança entenda que é necessário preservar, não só nossas histórias, que são contadas em espaços públicos, mas também as histórias das nossas famílias”, afirmou a produtora do projeto, Bárbara Guilherme.

A Locomotiva está disponível na plataforma YouTube, com acesso gratuito, para crianças e adultos se divertirem com uma história que está viva e preservada, na Cidade de Jundiaí, em um centro Cultural que poucas cidades possuem.

Assista:

Episódio 01 – A aventura no museu….Fortunato, o explorador de museus

https://youtu.be/hLDvx_-xv7c

Episódio 02 – Lembra, vô?

https://youtu.be/RYiOI_Xlxs8

Episódio 03 – O reencontro. “Bons tempos”!

https://youtu.be/4yIZWD65E7M

Episódio 04 – A grande ideia

https://youtu.be/nXw5qQxawWs

Episódio 05 – O projeto – bastidores e processo de criação

https://youtu.be/sZTHHrpWL9I

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta