Com ‘lockdown’ no Espírito Santo, Gontijo remarca passagens gratuitamente

Em meio à crise no setor, empresa de ônibus pedem que passageiros não cancelem viagens, mas remarquem. Foto: Adamo Bazani.

Governo suspende, a partir deste domingo (28), transporte ferroviário, Transcol, ônibus intermunicipais e interestaduais

JESSICA MARQUES

A empresa de ônibus Gontijo informou, em comunicado oficial, que todas as viagens que possuem como origem ou destino o Espírito Santo estão suspensas a partir deste domingo, 28 de março de 2021, até 04 de abril.

Com isso, a empresa oferece remarcação gratuita das passagens, sem cobrança de nenhuma taxa, aos passageiros que tenham viagens marcadas para o período. A medida engloba todas as cidades do Espírito Santo.

Confira o comunicado oficial:

MEDIDAS RESTRITIVAS

O Governo do Espírito Santo anunciou, na tarde desta quinta-feira, 25 de março de 2021, a suspensão do transporte coletivo em todo o estado a partir deste domingo (28) até o dia 04 de abril, como medida restritiva adicional visando o enfrentamento à covid-19.

O governo esclareceu que a medida vai atingir 100% dos coletivos dos serviços metropolitano (Sistema Transcol), rodoviário (intermunicipal e interestadual) e os municipais nas cidades que possuem o serviço. O transporte ferroviário de passageiros também ficará suspenso neste período.

Relembre:

Governo do Espírito Santo anuncia suspensão do transporte coletivo em todo estado

Confira o decreto, na íntegra:

VIAGENS NA BAHIA

A Gontijo reforçou também que, em razão de decreto do Governo do Estado da Bahia, todas as viagens intermunicipais, estarão suspensas entre a meia-noite do dia 1º de abril de 2021 e as 5h do dia 06 de abril.

No período, continuam funcionando as linhas interestaduais, que ligam Bahia a outros estados.

Mais informações podem ser obtidas por meio do número 0800 728 0044, com a central de atendimento da Gontijo.

Leia também:

Bahia suspende o transporte intermunicipal a partir de 1° de abril

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta