Cidades da Baixada Santista definem horário de operação dos ônibus durante lockdown

Região terá restrições por 13 dias, de 23 de março (terça-feira) a 04 de abril. Foto: Francisco Arrais / Divulgação.

Em Santos, serviço será apenas em dias úteis, das 5h30 às 8h30, e das 15h30 às 19h30

JESSICA MARQUES

Os municípios da Baixada Santista estão definindo nesta semana o horário de operação dos ônibus durante o lockdown. A medida ficará em vigor nas nove cidades da região por 13 dias: de 23 de março (terça-feira) a 04 de abril.

Em geral, na região o transporte público municipal funcionará com horário reduzido pela manhã e ao final do dia. Os ônibus não circularão aos sábados, domingos e feriados. Na decisão regional, tomada pelo Conselho de Desenvolvimento da Baixada Santista (Condesb), ficou acertado que cada cidade irá definir os horários de circulação.

INTERMUNICIPAL E VLT

Com o lockdown estabelecido pelos municípios da Região Metropolitana da Baixada Santista, a EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) informou que será mantida a operação dos ônibus intermunicipais e do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) das 4h à meia-noite.

Confira os horários de operação que cada município definiu, até o momento:

SANTOS

A Prefeitura de Santos, no Litoral Paulista, informou em nota que vai manter a circulação de ônibus aos fins de semana e feriados para dar condições adequadas de deslocamento aos profissionais da área da saúde. O atendimento será exclusivamente aos trabalhadores de atividades essenciais que, neste momento de lockdown, permanecem prestando atendimento nos hospitais da região. Para embarcar, será obrigatório comprovar a atividade, com crachá ou outro documento.

A operação especial ocorrerá aos sábados, domingos e feriados, sempre das 5h às 8h30 e das 15h30 às 20h. Estarão em circulação, nesse período, 39 linhas do transporte coletivo municipal, aquelas que passam em frente ou próximas a estabelecimentos de saúde ou que fazem a integração no Terminal do Valongo. Os veículos estarão identificados com a mensagem “transporte exclusivo para trabalhadores da saúde”.

Desde terça (23), a operação do transporte estava funcionando de forma ainda mais restrita: somente em dias úteis, nos horários de pico da manhã e final de tarde, com permissão de embarques apenas a funcionários de atividades essenciais. A medida tinha o objetivo de reduzir a concentração de pessoas nas ruas durante o lockdown no Litoral Paulista.

Circulação de veículos em geral: A circulação de pessoas e veículos fica autorizada para as seguintes finalidades: compra de remédios, aquisição de produtos e serviços essenciais, atendimento ou socorro médico de pessoas ou animais, embarque ou desembarque de terminal rodoviário, atendimento de situações de emergência e atividades físicas individuais, das 5h às 8h e das 17h às 19h30.

Para comprovar a circulação, podem ser usados documentos como prescrição médica ou nota fiscal de medicamento, atestado de comparecimento à unidade de Saúde, nota fiscal ou recibo de compra de estabelecimento de serviço essencial, carteira de trabalho ou holerite, passagem de ônibus ou comprovação de situação de emergência.

SÃO VICENTE

A Prefeitura de São Vicente informou que as linhas de ônibus vão operar de segunda a sexta-feira, das 6h às 9h e 17h às 20h, com frota reduzida. Aos sábados, domingos e feriados o atendimento será no mesmo horário, com mais redução de frota.

Na cidade, está sendo aplicada uma mula de cinco cestas básicas para quem estiver em locais públicos sem máscara. Se a pessoa for reincidente, a multa sobe para dez cestas básicas.

GUARUJÁ

A City Transporte Intermodal informou que os horários das linhas serão cumpridos normalmente.

BERTIOGA

Em Bertioga, a operação não será modificada.

CUBATÃO

Na cidade, os ônibus vão circular das 5h até às 9h e das 16h até 20h30, inclusive nos fins de semana e feriados.

As demais cidades ainda não definiram como será a operação.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. 4 cidades da Baixada Santista – Praia Grande Mongaguá, Itanhaém e Peruíbe – não foram citadas

Deixe uma resposta