Santos (SP) mantém ônibus operando nos fins de semana e feriados para atender profissionais da saúde

Desde o último dia 23, transporte coletivo estava operando somente em dias úteis. Foto: Divulgação.

Para embarcar, será obrigatório comprovar a atividade, com crachá ou outro documento

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de Santos, no Litoral Paulista, informou em nota que vai manter a circulação de ônibus aos fins de semana e feriados para dar condições adequadas de deslocamento aos profissionais da área da saúde. O atendimento será exclusivamente aos trabalhadores de atividades essenciais que, neste momento de lockdown, permanecem prestando atendimento nos hospitais da região. Para embarcar, será obrigatório comprovar a atividade, com crachá ou outro documento.

A operação especial ocorrerá aos sábados, domingos e feriados, sempre das 5h às 8h30 e das 15h30 às 20h. Estarão em circulação, nesse período, 39 linhas do transporte coletivo municipal, aquelas que passam em frente ou próximas a estabelecimentos de saúde ou que fazem a integração no Terminal do Valongo. Os veículos estarão identificados com a mensagem “transporte exclusivo para trabalhadores da saúde”.

Desde terça (23), a operação do transporte estava funcionando de forma ainda mais restrita: somente em dias úteis, nos horários de pico da manhã e final de tarde, com permissão de embarques apenas a funcionários de atividades essenciais. A medida tinha o objetivo de reduzir a concentração de pessoas nas ruas durante o lockdown no Litoral Paulista.

Relembre:

Cidades da Baixada Santista definem horário de operação dos ônibus durante lockdown

Para melhor programar as viagens no transporte coletivo, sem a necessidade de espera no ponto de ônibus, a CET-Santos recomenda a utilização do aplicativo “Quanto Tempo Falta”, que informa em tempo real o horário que cada linha deverá passar no ponto de parada escolhido.

Em nota, a Prefeitura informou que a CET-Santos vem fiscalizando o transporte coletivo municipal diariamente, em todos os períodos, com relação à aglomeração e cumprimento de medidas de higiene. O monitoramento ocorre de forma presencial, realizado pelos agentes de trânsito, ou remotamente, pelo Centro de Controle Operacional.

“Quando constatada a condução de passageiros em pé, além de aplicar autuações à empresa permissionária, Viação Piracicabana, a companhia ainda realiza adequações na operação dos ônibus a fim de corrigir as irregularidades, seja ajustando os horários das viagens ou ofertando veículos extras nas linhas mais demandadas. As denúncias devem ser feitas pelo telefone 3233-3236 ou e-mail cet@cetsantos.com.br.”

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Edson Profeta Ramos de Araujo disse:

    Então quem estiver indo de ônibus ao velório de algum parente/amigo será barrado?

Deixe uma resposta