BRT Rio volta a operar após acidente que deixou uma passageira morta e ao menos 35 feridos

Primeiros socorros foram feitos por populares

Segundo concessionária, ônibus articulado tombou depois de bater em carro que teria invadido a pista exclusiva para o transporte coletivo

ADAMO BAZANI

O corredor Transoeste do BRT do Rio de Janeiro foi liberado e as operações são integrais na manhã desta quinta-feira, 11 de março de 2021.

A informação é da concessionária BRT Rio, que ainda acrescentou que os demais corredores, Transcarioca e Transolímpica, também operam normalmente.

Por volta das 19h40 desta quarta-feira (10), um trecho do sistema ficou interditado por causa de um grave acidente que resultou na morte da passageira Eliana Carvalho, de 40 anos. Ao menos 35 pessoas, entre as quais, duas crianças, ficaram feridas.

Segundo o BRT Rio, um ônibus articulado tombou após atingir um carro que teria invadido a pista exclusiva para o transporte coletivo.

O motorista do carro, com placas de Santo André (SP), fugiu do local e é procurado pela polícia.

A invasão da pista exclusiva do BRT por um carro de passeio acabou provocando um acidente grave por volta das 19h40 desta quarta-feira, entre as estações Embrapa e Mato Alto, sentido Santa Cruz, no corredor Transoeste. O articulado acabou tombando na pista e uma passageira morreu no local.

Cerca de 35 pessoas foram encaminhadas para os hospitais Lourenço Jorge, Rocha Faria, Pedro II, Miguel Couto e Getúlio Vargas. Equipe do BRT Rio segue no local acompanhando o atendimento às vítimas.

O BRT Rio faz campanhas permanentes nas suas redes sociais alertando sobre o perigo de invasão à sua pista exclusiva por motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres. Ressaltamos que apesar de trafegar em velocidade inferior àquelas verificadas nas faixas para automóveis e ônibus urbanos, um articulado precisa de mais tempo e espaço para realizar a frenagem total, o que torna qualquer invasão nas pistas exclusivas ainda mais perigosa.

O BRT Rio lamenta profundamente o ocorrido e se solidariza com as vítimas e seus familiares.

O Centro de Operações da prefeitura do Rio de Janeiro chegou a declarar estado de mobilização por causa do acidente.

Foram mobilizados diversos quartéis dos Bombeiros, batalhões da PM e hospitais.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. carlos souza disse:

    Parabens,Modelo Único(Sistema).Graças às mentiras e aos crimes de vocês, mais uma vida se perdeu.Se fosse como na Europa, EUA ou Japão ou qualquer outro país sério(se é que existe seriedade nesse mundo),esse pseudo BRT já teria sido extinto e os culpados,que obviamente tem,estariam em cana.

Deixe uma resposta