São Paulo já está na fase vermelha: veja o que pode funcionar

Transporte coletivo pode funcionar; mas lojas de rua devem ficar fechadas

Restrições vão até 19 de março; Quarentena foi prorrogada até 09 de abril; Toque de restrição é entre 20h e 05h; Doria não descarta “lockdwon” com extrema severidade

ADAMO BAZANI

O Estado de São Paulo está desde 00h deste sábado, 06 de março de 2021, na fase vermelha do plano para conter o avanço da covid-19. As restrições vão até 19 de março de 2021.

Segundo o governo estadual, duas pessoas a cada três minutos estão parando na UTI, o número de mortes cresceu e há risco de os hospitais públicos e privados deixarem de atender por falta de leitos.

Como o ritmo de vacinação é muito lento, a única alternativa para evitar que a situação chegue a um colapso é reduzir a circulação das pessoas e, com isso, a circulação do vírus.

O Diário do Transporte levantou informações oficiais sobre o que muda para o cidadão.

Toque de Restrição: Passa a ser das 20h às 05h com maior fiscalização sobre circulação e atuação de polícia para dispersar aglomerações; antes era das 22h às 05h.

Quarentena: De acordo com publicação no Diário Oficial do Estado de São Paulo em 04 de março de 2021, o governador João Doria prorrogou a quarentena até 09 de abril de 2021. É importante não confundir a fase vermelha com a quarentena.  A quarentena foi instituída justamente para a aplicação de medidas de controle, entre as quais, as fases de cores diferentes do Plano São Paulo (Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2021/03/04/doria-estende-a-quarentena-ate-09-de-abril-de-2021-no-estado-de-sao-paulo/ )

“Lockdown”: Na sexta-feira, 05 de março de 2021, o governador João Doria disse que não descarta um lockdown no Estado de São Paulo caso a pandemia continue se agravando. Segundo o governador, fase vermelha não pode ser considerada “lockdown” porque diversas atividades, como as da indústria e do transporte público (ônibus, trens, metrôs, aplicativos e táxis), funcionarão sem nenhum tipo de proibição. Já o “lockdown” é a restrição extrema (Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2021/03/05/audio-doria-nao-descarta-lockdown-no-estado-de-sao-paulo-que-entra-na-fase-vermelha-neste-sabado-06/ )

Poupatempo e Detran: Estarão fechados em todo o Estado de São Paulo até 19 de março de 2021, mas os serviços podem ser feitos pela internet: Poupatempo: https://www.poupatempo.sp.gov.br/ – Detran: https://www.detran.sp.gov.br/

VEJA O QUE PODE FUNCIONAR NA FASE VERMELHA:

– Saúde: hospitais, clínicas, farmácias, clínicas odontológicas e estabelecimentos de saúde animal;

– Transportes Coletivos: trem, metrô, monotrilho, VLT (Veículo leve sobre Trilhos), ônibus urbanos municipais, trólebus da capital paulista; ônibus metropolitanos comuns e seletivos (EMTU); ônibus e trólebus do Corredor Metropolitano ABD (Metra/EMTU); ônibus suburbanos (Artesp); ônibus rodoviários (Artesp e ANTT); ônibus de fretamento (em todas as modalidades); vans. – Cada cidade, porém, pode tomar medidas de restrição de horários e suspensão de seus transportes municipais;

– Transportes individuais: carros de aplicativos e táxis;

– Transportes de cargas e logística: motoboys, carros de retiradas e entregas, serviços postais, vans, VUCs (Veículos Urbanos de Carga), caminhões e carretas.

Armazéns e centros de distribuição;

– Bancos e Lotéricas para serviços bancários;

– Alimentação: supermercados, hipermercados, açougues e padarias, lojas de suplemento, feiras livres. É vedado o consumo no local;

– Segurança: serviços de segurança pública e privada;

– Escolas: Vão continuar abertas para atendimento aos mais vulneráveis. A recomendação é que quem tem condições, continue na educação à distância por plataformas tecnológicas.

– Postos de Combustíveis;

– Lojas de materiais de construção;

– Construção civil;

– Indústrias em geral;

– Produção agropecuária e agroindústria;

– Estabelecimentos e empresas de locação de veículos;

– Oficinas de veículos automotores;

– Estacionamentos;

– Igrejas, mesquitas, sinagogas, templos em geral, terreiros, etc  com atendimento individual e celebrações com distanciamento.

– Restaurantes (delivery, retirada e drivethru) e similares: permitido serviços de retirada, entrega (delivery) e que permitem a compra sem sair do carro (drive thru). É vedado o consumo no local

Todas as atividades não relacionadas estão proibidas, como shoppings, comércio de rua, comércio ambulante, salões de beleza e barbearias, parques públicos, casas de espetáculos, cinema, teatro, entre outras.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Adriana Nazareth Affonso disse:

    Tem que fiscalizar também os bailes fanks e festas clandestinas porque não vai adiantar muita coisa fechar o comércio, será mesmo que a propagação do vírus é feita pelo comércio?!

  2. Fernando disse:

    Quem vai pagar o aluguel do meu escritório que já está atrasado com esse fechamento.

  3. Fernanda disse:

    Ramo de hotelaria, motéis?????

Deixe uma resposta