Mercedes-Benz anuncia que vai manter investimento de R$ 2,4 bilhões no Brasil até 2022

Valor será destinado ao desenvolvimento de produtos, serviços e à produção de agregados na planta de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista. Foto: Divulgação.

Marca manteve liderança no mercado de ônibus e caminhões em 2020

JESSICA MARQUES

A Mercedes-Benz anunciou nesta quarta-feira, 24 de fevereiro de 2021, que vai manter o investimento de R$ 2,4 bilhões no Brasil até 2022.

A informação foi divulgada pelo presidente da montadora para a América Latina, Karl Deppen, em entrevista coletiva com participação do Diário do Transporte.

“Isso demonstra nosso compromisso e obrigação com o mercado brasileiro. Deste valor, já investimos mais de R$ 1 bilhão no desenvolvimento do Novo Actros [caminhão] e mais de R$ 100 milhões em cabines 4.0. Também foram investidos R$ 100 milhões no chassi de ônibus 4.0 e temos mais de R$ 800 milhões por vir em conectividade e sustentabilidade”, afirmou Karl Deppen.

Com a manutenção dos investimentos, a Mercedes-Benz vai continuar modernizando as linhas de agregados, que são câmbio, motor e eixos, na planta de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista. Além disso, a marca vai desenvolver novos produtos e serviços de conectividade.

Além do valor mencionado, a Mercedes-Benz do Brasil e a Bosch estão investindo R$ 70 milhões em conjunto (50% cada empresa) na construção do Centro de Testes Veiculares em Iracemápolis, no interior de São Paulo, que irá atender diferentes empresas do setor automotivo.

Além disso, Deppen informou que o ano de 2021 começou com novas contratações no Brasil. As oportunidades são para a fábrica caminhões e ônibus de São Bernardo do Campo.

“Em função de uma melhor perspectiva em 2021, a Mercedes-Benz reafirma sua confiança no País, onde atua há quase 65 anos. Nesse sentido, a fim de atender às demandas dos clientes, estamos criando mais de 1.000 novos empregos para nossas fábricas de veículos comerciais, entre contratações temporárias e efetivações de aprendizes do SENAI”, disse.

Confira os detalhes divulgados pela Mercedes-Benz com relação aos investimentos:

Conforme já noticiado pelo Diário do Transporte, o ciclo de investimentos de R$ 2,4 bilhões teve início em 2018.

Relembre:

Com maior demanda, MAN cancela férias coletivas previstas para fim de ano e Mercedes-Benz anuncia R$ 2,4 bilhões em investimentos no Brasil

MERCADO

A marca também divulgou nesta quarta que manteve a liderança no mercado de ônibus e caminhões em 2020. Nos coletivos, contudo, houve uma queda de 33,3% no market share.

“A queda de market share foi em função do Caminho da Escola, onde a gente perdeu um pouco de participação. A gente sempre olha a fatia e em ônibus urbanos a gente continua com mais de 70% de participação e no rodoviário, acima de 50%. A gente perdeu em participações em licitações junto ao governo”, explicou o vice-presidente de vendas e marketing caminhões e ônibus da Mercedes-Benz do Brasil, Roberto Leoncini.

A participação foi de 47% no segmento acima de oito toneladas de PBT (Peso Bruto Total). No acumulado do ano, a marca emplacou 6.461 unidades, volume 42% inferior às 11.150 unidades do mesmo período de 2019. A queda se deu por conta da crise gerada no setor pela pandemia de covid-19.

Em ônibus urbanos, foram 459 ônibus Mercedes-Benz emplacados em 2020, alcançando a liderança com exatamente 71,6% de market share. No segmento rodoviário, o primeiro lugar da marca foi consolidado com quase 60% de participação, com emplacamento de 1.825 unidades.

O Banco Mercedes-Benz financiou cerca de 65% dos ônibus adquiridos neste modelo de negócios. Em caminhões, a participação foi de 40%.

Confira os detalhes:

PEÇAS E SERVIÇOS

Também em 2020, a Mercedes-Benz registrou um aumento nas vendas de peças e serviços. Considerando as três linhas de peças (genuínas, RENOV e Alliance), houve um crescimento de 17%.

Com relação aos Planos de Manutenção, foram 5% de crescimento nas vendas no ano passado, 39% dos caminhões com planos da marca e 60% dos extrapesados.

Em 2020, o sistema de gestão de frota FleetBoard foi ativado em 38% dos caminhões vendidos, sendo a maior demanda dos extrapesados, com 46%. Atualmente, segundo a marca, mais de 11.200 caminhões Mercedes-Benz estão conectados ao FleetBoard no Brasil.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. A história da fábrica ou sua implantação no Brasil, não foi ideia dos donos, e sim de um alemão amigo de um deles que acreditou nessa possibilidade de montagem da fabrica aqui em nosso país. Deu certo, já são 65 anos. Seu nome? Alfred Jurzykowski, que dá nome a rua na empresa ali em SBC Pisei nesta rua a primeira vez quando office Boy, levar duplicata à empresa, quando eu trabalhava na Bazza Carrocerias da Vila Prudente, em 1973

  2. Márcia da Silva santos disse:

    Quero uma oportunidade nessa empresa para trabalhar com vcs

  3. Márcia da Silva santos disse:

    Quero uma oportunidade pra trabalhar com vcs

Deixe uma resposta