Com maior demanda, MAN cancela férias coletivas previstas para fim de ano e Mercedes-Benz anuncia R$ 2,4 bilhões em investimentos no Brasil

Emplacamentos de ônibus novos devem crescer nos próximos meses, acredita indústria

Fabricantes esperam para 2018, retomada maior nas vendas de veículos pesados

ADAMO BAZANI

Com agências

Duas notícias positivas para o setor de produção de ônibus e caminhões surgiram nesta segunda-feira, 9 de outubro de 2017, da líder dos segmentos, Mercedes-Benz, e da vice-líder, Volkswagen/MAN.

A Mercedes-Benz confirmou que pretende investir de 2018 a 2022, R$ 2,4 bilhões no Brasil. O dinheiro será para modernização das fábricas de caminhões e chassis de ônibus de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, e Juiz de Fora, em Minas Gerais.

Parte dos recursos também será destinada para novos modelos de ônibus e caminhões.

Em 2018, a empresa estima crescer 20% no mercado de veículos pesados.

Até o final do ano, a Mercedes-Benz também confirmou a concretização do ciclo de investimentos iniciado em 2015, de R$ 500 milhões na planta do ABC e de R$ 230 na planta mineira.

Já a Volkswagen-MAN anunciou que cancelou as férias coletivas da linha de produção de caminhões e chassis de ônibus em Resende, no Rio de Janeiro. A medida se deve pelo crescimento da demanda por veículos pesados.

Atualmente, a fábrica possui 3,3 mil trabalhadores.

Hoje a produção trabalha cinco dias por semana e três sábados por mês. No início de 2017, eram quatro dias por semana.

Os trabalhadores só vão folgar entre os dias 25 de dezembro e 1º de janeiro.

Conforme já havia noticiado o Diário do Transporte, em dezembro do ano passado, a empresa confirmou investimentos de R$ 1,5 bilhão até 2021 em modernização da planta e novos modelos de ônibus e caminhões. Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2016/12/02/man-anuncia-investimentos-de-r-15-bilhao-no-brasil-ate-2021/

De acordo com a Anfavea – Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores, em balanço divulgado na última quinta-feira, 05 de outubro de 2017,  entre janeiro e setembro deste ano foi registrada alta de 11,6% na produção de chassis de ônibus no Brasil em comparação a semelhante período de 2016. Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2017/10/05/opiniao-queda-nos-licenciamentos-de-onibus-novos-no-brasil-sera-so-a-crise-economica/

De acordo com a Fenabrave – Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores, no mesmo período, a comercialização de veículos de transporte coletivo de grande porte registrou queda de 2,5%, mas a tendência é de reversão do quadro. Já o mercado de caminhões acumula queda de 8,55% de vendas no acumulado do ano, também com possibilidade de mudança de cenário no início do ano que vem.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2017/10/03/vendas-de-onibus-novos-caem-25-no-acumulado-do-ano-mas-ja-esbocam-reacao/

Nos últimos três anos, a indústria registrou quedas consecutivas, que somam mais de 40%

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

2 comentários em Com maior demanda, MAN cancela férias coletivas previstas para fim de ano e Mercedes-Benz anuncia R$ 2,4 bilhões em investimentos no Brasil

  1. Bom momento para que esses dois fabricantes – que ficaram inicialmente de fora do anúncio da BYD, Scania, Volvo, Cummins e outros que se comprometeram a fornecer ônibus Euro 6 (com filtro) para 20 grandes cidades poluídas (incluindo São Paulo) a partir de 2018 – caiam para dentro desse virtuoso grupo. Os pulmões dos paulistanos agradecem. E já está mesmo na hora de pararem de despejar o caríssimo e fracassado Euro 5 nas cidades que tem problemas com a contaminação dor ozonio, pois Euro 5 não trouxe os benefícios esperados na redução do NOx.

  2. Boas notícias. Mostrando que a economia do país vai se recuperando lentamente porém sozinha, sem atuação do desgoverno federal.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: