ÁUDIO: Toque de recolher em São Bernardo do Campo também vai parar transporte coletivo das 22h às 5h a partir de sábado (27)

Ônibus em São Bernardo do Campo não poderão operar no toque de recolher

Medida entra em vigor no sábado (27) e impede circulação das 22h às 5h. Transporte coletivo não funciona também; Volta às aulas foi suspensa 

ADAMO BAZANI
Colaborou Jessica Marques

Diante do avanço da covid-19 no Estado de São Paulo, a prefeitura de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, decidiu nesta segunda-feira, 22 de fevereiro de 2021, decretar toque de recolher na cidade.

De acordo com nota da prefeitura, a medida entra em vigor neste sábado, 27 de fevereiro de 2021, quando das 22h às 05h estará proibida a circulação de pessoas, a não ser para trabalho em atividades essenciais e atendimentos de saúde de urgência.

Neste período, o transporte público municipal estará suspenso. A medida começa no sábado e segue por tempo indeterminado, como explicou o prefeito Orlando Morando.

“A partir do sábado, dia 27, nós teremos um toque recolher na cidade de São Bernardo entre 22h e 05h. O que isso significa? A partir das 22h nós não teremos mais transporte coletivo na cidade de São Bernardo e nenhuma atividade, com exceção de hospital e farmácia. Não poderão funcionar depois das 22h, postos de combustíveis, nem hipermercado, nem bares, nem restaurantes. A circulação de pessoas só estará autorizada se estiver caso de urgência. Todo e qualquer outro estabelecimento comercial estará proibido a partir de sábado, dia 27, de funcionar das 22h às 5h também. Isso valerá por tempo indeterminado, não valerá apenas para o final de semana. É a partir do dia 27 por tempo indeterminado” – explicou

Ouça:

Em nota ao Diário do Transporte, a Prefeitura esclareceu que os terminais municipais também irão operar dentro do mesmo horário. Não haverá linhas em operação após às 22h nem para o atendimento a passageiros que estejam saindo do trabalho.

“A Administração municipal ressalta que o anúncio do toque de recolher foi feito com antecedência, justamente, para que os trabalhadores, junto com suas respectivas empresas, possam alinhar e programar a saída antecipada dos seus profissionais que dependem do transporte público, antes do toque de recolher”, esclareceu a Prefeitura, em nota.

O nível de ocupação das UTIs em São Bernardo do Campo chegou a 87% nesta segunda-feira (22).

Na nota, a prefeitura informou também que a volta às aulas na rede pública municipal, que estava prevista para ocorrer em 01º de março foi suspensa. A nova previsão é para 15 de março.

A gestão do prefeito Orlando Morando justifica as medidas, tanto do toque de recolher como do adiamento da volta às aulas, ao aumento de internações em UTI e de mortes

Veja a nota na íntegra:

A Prefeitura de São Bernardo comunica que, por decisão do Comitê de Combate ao Coronavírus, está suspenso o retorno das aulas presenciais na rede pública de ensino (municipal e estadual), antes previsto para o próximo dia 1º de março. A decisão se baseou no aumento da ocupação dos leitos de UTI na rede municipal, além do avanço da média móvel de óbitos. A nova previsão de retorno é dia 15 de março. Com a decisão, também ficam suspensas as reuniões com pais e entrega de materiais e uniformes escolares que seriam realizadas nesta semana. As aulas da rede particular de ensino também estarão suspensas a partir do dia 1º de março. Como medida emergencial para contenção do avanço da doença, haverá toque de recolher na cidade entre as 22h e às 5h, a partir deste sábado (27/02).

ESTADO DE SÃO PAULO:

No início da tarde desta segunda-feira (22), o coordenador-executivo do Centro de Contingência da Covid-19, João Gabbardo, em entrevista coletiva ao lado do governador Doria, disse que nesta quarta-feira (24), devem ser anunciadas medidas de restrição de mobilidade para tentar reduzir o avanço da covid-19 no Estado de São Paulo.

Gabbardo não detalhou quais seriam as medidas, mas deve haver alterações significativas em horários e circulação que podem, mesmo que indiretamente, impactar em transportes públicos, como em ônibus, trens e metrôs.

Segundo o coordenador, desde o início da pandemia em março de 2020, São Paulo atingiu nesta segunda-feira, 22 de fevereiro de 2021, o maior número de pessoas internadas em UTI ao mesmo tempo em todo o Estado de São Paulo: 6410 internações.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2021/02/22/audio-gestao-doria-deve-anunciar-medidas-de-reducao-de-mobilidade-em-sao-paulo-na-quarta-24-diante-de-crescimento-da-covid-19/

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Fabio Almeida disse:

    No início da pandemia, a desculpa seria a quarentena por 15 dias, e está proximo de completar 1 ano. Alguma dúvida de que essa nova medida ditatorial será permanente?

    1. Se boa parte da população, pessoal jovem, não respeita o distanciamento, se acham imortais?? Ontem mesmo briguei com um senhor que tava colado em mim na fila da Clinica Municipal de Especialidade, ali na Italo Setti,,,,e e ele achou ruim,,,,Eficaz mesmo andar com vareta de 1,5m pra cutucar que se aproxima

  2. José Roberto disse:

    E que trabalha em São Caetano e sai às 22 do trabalho e chega em São Bernardo por volta de 23, como vai fazer?

  3. Bem vindo a ditadura valeu mesmo orlando por acabar com trabalhador

  4. Atilio disse:

    Demorou mais a ditadura dos esquerdistas chegou, muito em breve aqui será igual a venezuela

  5. José disse:

    Acho que os governantes deveriam pagar o combustível para QUEM trabalha NO serviço essencial do bolso dele sempre pagamos pra eles desfilar seus carrões

  6. Alex disse:

    Muito obrigado Orlando você e Doria são farinha do mesmo saco, você vai ser lembrado pela população de SBC

  7. Vito Scuoppo disse:

    medida extrema , sem nenhum embasamento científico, causara inúmeros transtornos e danos irreparáveis … a população trabalhadora se existe um grupo de pessoas que criam aglomerações que se combata o grupo .

    1. Emerson Salador disse:

      Toque de recolher nao é ilegal? Se for, quem vai fazer os responsáveis pagar por haver cometido essa ilegalidade?

  8. José Aparecido Neves disse:

    Será que o prefeike de São Bernardo,algum dia na vida,já fez uso do Transporte Coletivo. Acredito que não, pois, são de famílias abastardas e não sabem como vivemos. Mais um ato inconsequente desse vigarista,o mais novo ” machão das lives”

  9. Alessandro disse:

    Parabéns, é muito mais fácil trancar todo mundo em casa do que lutar por uma vacina para todos.

  10. Marialite disse:

    Bom dia se alguém tiver uma ideia melhor fala c o prefeito,munca vi morto trabalha ,ñ é sbc é o mundo Rio GdSul ta preto interna onde quando precisa de hospital culpa os governos temos q te.os comciencia

  11. Emerson Salador disse:

    Posso.perguntar uma coisa? Toque se recolher nao é ilegal?

Deixe uma resposta