Greve de ônibus em Maringá completa sete dias e frota continua reduzida nesta segunda (15)

Ônibus em Maringá (PR)

TCCC (Transportes Coletivos Cidade Canção) e a Cidade Verde convocaram funcionários para voltar ao trabalho e Justiça proibiu bloqueios em garagens, além de determinar 70% de frota

ADAMO BAZANI

A greve de ônibus em Maringá (PR) entrou nesta segunda-feira, 15 de fevereiro de 2021, no sétimo dia e ainda sem uma previsão concreta de desfecho.

De acordo com órgãos de imprensa local, 44% dos ônibus municipais estão circulando e 15% dos  metropolitanos.

Os trabalhadores pedem o pagamento do PPR (Programa de Participação nos Resultados) e querem discutir a convenção da categoria deste ano.

As viações alegam que por causa dos efeitos da pandemia de covid-19 na demanda não têm recursos financeiros.

O Diário do Transporte mostrou neste domingo (15) que as empresas TCCC (Transportes Coletivos Cidade Canção) e a Cidade Verde convocaram todos os motoristas a voltarem ao trabalho.

O documento determina que medidas legais podem ser tomadas contra os trabalhadores que não cumprirem o retorno ao trabalho, considerando a não retomada como ato de insubordinação, indisciplina, desídia e abandono de emprego.

O comunicado foi emitido quatro dias após a Justiça determinar que nenhum ônibus poderia ser impedido de sair da garagem. A paralisação teve início em 08 de fevereiro.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2021/02/14/tccc-e-cidade-verde-convocam-todos-os-motoristas-a-voltarem-ao-trabalho-em-maringa-pr/

Na terça-feira (09) as duas empresas haviam obtido por liminar a garantia da circulação de 70% da frota.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta