Santo André (SP) inicia recapeamento do viaduto Castelo Branco

Obras já tiveram início. Foto: Helber Aggio / PSA.

Após recuperação estrutural, Prefeitura incluirá via no chamado Complexo Santa Teresinha

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de Santo André, no ABC Paulista, iniciou o recapeamento do Viaduto Presidente Castelo Branco, que liga a Avenida Prestes Maia à Avenida dos Estados e ao bairro Santa Teresinha.

As obras são a segunda fase da recuperação estrutural do viaduto. A primeira consistiu no reforço estrutural do viaduto. Após a aplicação da nova capa asfáltica, será realizada a terceira fase, com a execução do chamado Complexo Santa Teresinha.

“As obras do futuro Complexo Santa Teresinha têm o objetivo de eliminar cruzamentos da Avenida dos Estados com a saída do Viaduto Presidente Castelo Branco e a travessia do Rio Tamanduateí. No eixo Castelo Branco circulam, aproximadamente, 94 mil veículos por dia. Os ganhos projetados nos tempos de viagens podem chegar a 300% se comparados com as medições atuais”, informou a Prefeitura, em nota.

Com a criação das novas alças elevadas, a Prefeitura pretende reduzir o número de cruzamentos em nível e melhorar a fluidez dos motoristas que trafegam nos dois sentidos do Viaduto Castelo Branco para acessar o primeiro e segundo subdistrito. Além disso, as novas pistas do Complexo Santa Teresinha vão contar com acessibilidade para pedestres e ciclistas, para garantir maior segurança viária, além da criação de um parque linear sob os viadutos.

“A recuperação estrutural deste viaduto é uma grande demanda da nossa gente e agora avançamos em mais uma etapa para resolvermos de vez os problemas da rotatória de Santa Teresinha. Executamos a primeira etapa, com o reforço estrutural do viaduto, vamos colocar um novo pavimento e posteriormente fazer a transposição do Rio Tamanduateí”, afirmou o prefeito Paulo Serra, em nota.

O custo de todas as intervenções, que incluem o reforço estrutural do viaduto, criação das pistas elevadas que vão eliminar os cruzamentos existentes e o parque linear, é de R$ 120 milhões. A partir da abertura do processo licitatório, o prazo estimado das intervenções será de dois anos para a conclusão das obras. O pacote de intervenções de mobilidade conta com recursos do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento). A Prefeitura obteve financiamento de US$ 25 milhões junto à instituição financeira e investirá outros US$ 25 milhões.

Relembre:

Santo André assina contrato para projetos do Complexo Santa Teresinha e remodelação do Viaduto Castelo Branco

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta