Diário no Sul

Nova paralisação atinge transporte coletivo de Guaíba (RS) e região metropolitana

Expresso Assur alega dificuldades financeiras. Foto: Cristiano Schnepfleitner/Ônibus Brasil.

Greve iniciada na última terça (19) reivindica o pagamento de salários e direitos trabalhistas

WILLIAN MOREIRA

Os trabalhadores do transporte coletivo de Guaíba, no Rio Grande do Sul, entraram no segundo dia de greve nesta quarta-feira, 20 de janeiro de 2021. A paralisação é realizada uma semana depois da última vez em que os rodoviários cruzaram os braços.

Nenhum ônibus está circulando como forma de protesto. Com a greve, os trabalhadores estão reivindicado o pagamento de salários, 13º, ticket refeição e cestas básicas em atraso, segundo o sindicato que representa a categoria.

A nova interrupção do atendimento ocorre depois de uma audiência entre as partes terminar sem acordo. A empresa Expresso Assur alegou dificuldades financeiras, que foram agravadas pela pandemia da covid-19, impossibilitando assim o pagamento dos encargos trabalhistas.

De acordo com informações do presidente do sindicato dos rodoviários, Luís Carlos Veiga Martins, ao jornal GZH, apenas quando houver o pagamento dos salários os coletivos voltam a circular.

Uma nova reunião está agendada para esta quarta, com a intermediação do TRT (Tribunal Regional do Trabalho), para tentar por um fim ao impasse.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta