Prefeitura do Rio publica reajuste de táxis a partir de 1º de janeiro de 2021

Foto: Divulgação.

Em publicação em redes sociais, Sindicato dos taxistas diz que publicação é contra desejo da categoria, e que aumento não é benéfico neste momento de crise

ALEXANDRE PELEGI

Em Ato do Secretário dos Transportes do município do Rio de Janeiro, publicado na edição desta segunda-feira do Diário Oficial da cidade, a prefeitura autorizou reajuste de 6,8% na tarifa de táxis.

A bandeirada passa dos atuais R$ 5,80 a custar R$ 6,20 a partir do dia 1º de janeiro de 2021.

Os táxis especiais (categoria executiva) também sofreram reajuste na bandeirada, que subiu de R$ 7,30 para R$ 7,75.

O aumento, no entanto, desagradou em cheio ao sindicato da categoria.

Em publicação nas redes sociais logo após a publicação do reajuste no Diário Oficial, o Sindicato dos Taxistas Autônomos do Município do Rio de Janeiro se manifestou contrário ao ato do Secretário, “por entender que, nesse momento, não será benéfico para a categoria”.

Prossegue a publicação: “Mesmo com a MAIORIA não querendo, foi publicado no D.O.M do dia 23/dez/2020, o reajuste da tarifa para o ano de 2021.

Lamentavelmente vemos que o anseio da Categoria não é ouvido e muito menos respeitado pela atual gestão na Secretaria Municipal de Transportes.

O STAMRJ seguirá lutando pela manutenção da DECISÃO da maioria, para que sua VONTADE seja atendida, pois NINGUÉM melhor do que quem está, nesse momento do crise, trabalhando EXAUSTIVAMENTE pelas ruas da Cidade, lutando para sustentar suas famílias, em saber o que realmente é melhor para ela, OS TAXISTAS!

OS TAXISTAS CARIOCAS NÃO QUEREM O REAJUSTE PARA 2021, RESPEITE-OS!!


Os principais motivos que levaram os taxistas a rejeitarem o reajuste são o custo de aferição do taxímetro, em torno de R$ 200, e o medo de perder ainda mais clientes, o que já vem ocorrendo por causa da pandemia de Covid-19.

Os taxistas pedirão a revogação da medida. Caso não sejam atendidos, pedirão à nova gestão do prefeito Eduardo Paes, que toma posse no dia 1º de janeiro.

Veja a íntegra da Resolução:


Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta