Pernambuco notifica empresas de ônibus para manter parte da frota em operação durante greve em Recife

Ofício determina pelo menos 70% da frota em operação nos horários de pico. Foto: Washington Oliveira/Ônibus Brasil.

Categoria anunciou paralisação que pode ser iniciada à meia-noite de terça (22)

WILLIAN MOREIRA

Trabalhando com a possibilidade da greve do transporte coletivo em Recife e Região Metropolitana, anunciada para 22 de dezembro de 2020, o Governo do Estado do Pernambuco notificou as empresas de ônibus para que, durante a possível paralisação, seja mantida uma quantidade mínima de ônibus em circulação. O objetivo é penalizar o mínimo possível a população.

O documento enviado pelo Grande Recife Consórcio de Transporte, empresa responsável pelo gerenciamento do transporte por ônibus na Região Metropolitana, determina pelo menos 70% da frota em operação nos horários de pico e 50% nos demais momentos do dia.

Isso significa, na prática, 1.695 coletivos para o atendimento. Além disso, segundo o documento, as medidas de prevenção à Covid-19 devem ser mantidas mesmo durante a greve.

Os rodoviários que trabalham nos ônibus de Recife e Região Metropolitana decidiram iniciar uma paralisação devido a atrasos em direitos trabalhistas e pelo fim da dupla função dos motoristas, o que já havia sido firmado em acordo com o TRT (Tribunal Regional do Trabalho) e, segundo o sindicato, não foi cumprido.

Relembre:

Rodoviários de Recife e Região Metropolitana aprovam greve de ônibus para terça (22)

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta