Ônibus elétrico movido a energia solar começa a rodar na Termelétrica Pecém, no Ceará

Foto: Divulgação

Veículo resulta de parceria entre EDP e Unesp, e tem chassi BYD e carroceria Marcopolo

ALEXANDRE PELEGI

Já está rodando na Usina Termelétria Pecém, no Ceará, um ônibus elétrico movido totalmente a energia solar.

O ônibus tem chassi BYD e carroceria da Marcopolo, e está sendo operado pela empresa Gertaxi, que faz o transporte dos funcionários até a usina, percorrendo um trajeto de 70 quilômetros.

Há cerca de um ano, a companhia de energia EDP, que é sócia da usina Pecém, anunciou o início do projeto pela área de Pesquisa & Desenvolvimento da Usina, em parceria com a Universidade Estadual Paulista (Unesp). O veículo foi projetado pela montadora chinesa BYD, e tem carroceria Marcopolo.

O modelo tem baterias que possibilitam autonomia de 300 quilômetros, e nasceu de um investimento de R$ 4,85 milhões.

O banco de baterias do ônibus é recarregado no estacionamento da empresa, em uma micro-usina de energia solar fotovoltaica. O equipamento, inaugurado em junho de 2020, possui 189 módulos fotovoltaicos (placas solares) com capacidade de gerar por ano até 104.600kWh de energia elétrica, por meio da luz do sol, para o condomínio de salas do Bloco de Utilidades e Serviços (BUS), que tem o consumo médio anual de 148.896 kWh.

O gestor executivo de operação na EDP Brasil, Cayo Moraes, afirmou em entrevista ao jornalista Egídio Serpa, do Diário do Nordeste, que a empresa tem como objetivo liderar a transição energética no País. “O ônibus elétrico solar é uma inovação que mostra o potencial dessa solução sustentável para o transporte urbano e rodoviário de massa”, afirmou.

A nova etapa do projeto será a aplicação de filmes fotovoltaicos orgânicos (Organic Photovoltaic – OPV) no teto do veículo, compostos por células capazes de gerar energia elétrica a partir da luz do sol.

Estas células terão a finalidade de abastecer itens no interior do ônibus como carregamento de celular e outras tecnologias.

EXPERIÊNCIA ANTERIOR

Um ônibus elétrico, cuja fonte de geração é a captação de energia solar, foi desenvolvido na UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina, e teve de ser descontinuado por falta de recursos.

Pesquisadores, professores e aluno organizaram até uma “vaquinha virtual” pela plataforma “Catarse” para angariar fundos e, assim, manter o veículo e também pagar os salários dos dois motoristas que fazem o trajeto entre o campus central da UFSC e o Centro de Pesquisa e Capacitação em Energia Solar (Fotovoltaica-UFSC).

O veículo foi apresentado em dezembro de 2016 e começou a operar em março de 2017. Relembre: “Vaquinha online” quer reunir recursos para manter ônibus elétrico com fonte de energia solar em Santa Catarina

PROJETO DE TRANSPORTE RODOVIÁRIO

A EDP está envolvida em outro projeto de ônibus elétrico para uso rodoviário.

Também em parceria com BYD e carroceria Marcopolo G7 Viaggio 1050, o veículo estava previsto entrar em operação no Espírito Santo a partir deste mês de novembro.

O veículo atenderá clientes da VIX Logística no serviço de fretamento, para  o transporte de funcionários de empresas do Estado. Relembre: VIX Logística e EDP operam ônibus rodoviário 100% elétrico da BYD no Espírito Santo

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta