Prodata inicia implantação da bilhetagem eletrônica em Vitória da Conquista (BA)

Publicado em: 8 de outubro de 2020

QR Code: Vitória da Conquista é a quarta cidade no país e a primeira na Bahia a adotar esse tipo de tecnologia no transporte urbano

Um aplicativo de celular permitirá a cobrança na catraca através da leitura do QR Code

ALEXANDRE PELEGI

O transporte coletivo de Vitória da Conquista iniciou nesta quarta-feira, 7 de outubro de 2020, a implantação do novo sistema de bilhetagem eletrônica nos ônibus da cidade.

A ação está sendo coordenada pela Associação das Empresas de Transporte Coletivo (Atuv), ora sob intervenção da prefeitura.

Um aplicativo de celular permitirá a cobrança na catraca através da leitura do QR Code.

Isso coloca Vitória da Conquista como a quarta cidade no país e a primeira na Bahia a adotar esse tipo de tecnologia no transporte urbano.

O novo sistema deverá facilitar o pagamento, a aquisição e recarga dos bilhetes, garantindo maior segurança nas operações, sem prejuízos ao sistema convencional.

O sistema permite que o usuário poderá, através de seu celular, acompanhar saldo, extratos de uso e fazer a compra dos bilhetes online por cartão de crédito, débito ou boleto bancário.

O coordenador municipal de Transporte, Micael Silveira, destaca que a empresa Prodata, especializada no mercado de bilhetagem eletrônica, é a responsável pela sua implantação na cidade.

Ele promete que o sistema estará em completo funcionamento dentro dos próximos 30 dias. “A exemplo de Campinas e Jundiaí no estado de São Paulo e em Goiânia, Vitória da Conquista também será beneficiada com essa tecnologia”, explica.

BIOMETRIA FACIAL

O equipamento possui acoplada uma câmera para biometria facial, que complementa a validação do Bilhete Eletrônico Individual para a garantia dos direitos de gratuidade e da meia passagem. O objetivo é o de coibir o uso indevido dos bilhetes que causam prejuízos aos beneficiários do transporte em Vitória da Conquista.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. DENILSON PJ disse:

    A técnologia é boa porém essas câmeras em Cima do validador permitem que o usuário usando de má fé e fraudando o sistema coloque a mão na camera ou até mesmo algum objeto para impedir que tire a foto ex:bolsas,mochilas etc.
    O motorista que dirige e cobra não consegue inibir esse tipo de ação por estar de costas.
    Isso acontece muito nos ônibus municipais de SP e nas antigas cooperativas onde o motorista dirige e cobra.
    se me permitir dou uma sugestão para a PRODATA:instalem também uma câmera igual essa no teto do ônibus onde nimguém consegue impedir que seja fotografado,assim serão 2 registros de fotos para comparar e evitar as fraudes.

Deixe uma resposta