Linha 7-Rubi opera com problemas desde o final da manhã desta quarta-feira (30)

Publicado em: 30 de setembro de 2020

Passageiros no trem nesta quarta-feira. Foto: Reprodução / Facebook Diário da CPTM.

CPTM continua sem informar os passageiros, gerando transtornos para a população

WILLIAN MOREIRA

Os passageiros da Linha 7-Rubi da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) enfrentam novamente problemas no deslocamento.

Desde o final da manhã, o trecho entre Jundiaí e Francisco Morato tem atrasos e aglomeração nas plataformas, sem informações claras aos usuários.

Publicações nas redes sociais no decorrer do dia, mostram queixas quanto a falta de comunicação. Um dos apontamentos se refere ao comunicado pelo sistema de auto falantes em estação, mas não pelo site oficial.

 

Esta é a segunda vez em três dias em que problemas ocorrem no mesmo trecho, na mesma linha e só é divulgado após cobranças da imprensa por respostas.

Segundo a companhia, o problema é uma falha no sistema de sinalização que começou no final da manhã, deixando a circulação com intervalos médios de 30 minutos.

Veja abaixo a nota na íntegra:

“Por volta das 11h54 desta quarta-feira (30), houve uma falha de sinalização nos disjuntores da linha 7-Rubi, afetando a mudança de via dos trens. No momento os trens circulam com velocidade reduzida entre Francisco Morato e Jundiaí, causando um intervalo de 30 minutos. As equipes de manutenção estão atuando no local para correção do problema.
A CPTM pede desculpas aos passageiros pelos transtornos.”

FALTA DE INFORMAÇÕES

Está cada vez mais comum que um problema operacional seja comunicado na estação, nos trens ou nas redes sociais, mas não simultaneamente em todos os meios.

Em 14 de setembro de 2020, em plena pandemia de Covid-19, passageiros ficaram aglomerados nas plataformas da linha 11-Coral.

Os trens circularam com maiores intervalos entre as estações Luz e Estudantes pelo menos das 17h até às 18h, porém sem qualquer informação espontânea ao passageiro pelo aplicativo e site.

Usuários reclamaram nas redes sociais questionando sobre a demora dos trens, aglomerações nas plataformas em plena pandemia e falta de informação, porém a companhia não se pronunciou pelo menos até às 18h37 em sua conta no Twitter, quando foi interpelada por passageiros.

Nas respostas, somente depois a CPTM informou que houve um problema com equipamento de via na estação Luz, resolvido às 17h50 e colocando a operação em processo de normalização.

Relembre:

Linha 11-Coral opera por mais de uma hora com problemas e CPTM não comunica espontaneamente

Já no dia 25 de fevereiro de 2020, por causa de uma chuva forte, a linha 10 – Turquesa, por volta das 21h, continuava com lentidão nas proximidades da Estação Rio Grande da Serra.

Usuários, em redes sociais, reclamaram que o aplicativo oficial da empresa, assim como o site, mostravam que a operação estava normal em todas as linhas e chegaram a escrever no Twitter da empresa que o fato representava “transparência zero”.

O Diário do Transporte acompanhou estes canais oficiais durante os problemas nas linhas e constatou que o aplicativo e o site mostravam “operações normais”

Questionada, a CPTM alegou que o aplicativo e o site mostravam operações normais porque “o intervalo nas linhas não teve alteração total”.

Relembre:

Linhas 11 e 12 normalizam e 10 ainda com problemas. CPTM diz que informou, mas aplicativo e site oficiais não mostraram alterações em nenhum momento

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes e Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Ismael Junior disse:

    Isso porque todo santo fim de semana acontece a encantada “obra de modernização” e os serviços de manutenção…

Deixe uma resposta