Linhas 11 e 12 normalizam e 10 ainda com problemas. CPTM diz que informou, mas aplicativo e site oficiais não mostraram alterações em nenhum momento

Publicado em: 25 de fevereiro de 2020

Trem da linha 10-Turquesa. Imagem Ilustrativa

No Twitter da estatal, usuários reclamaram. Questionada, a CPTM alegou que o aplicativo e o site mostravam operações normais porque “o intervalo nas linhas não teve alteração total”

ADAMO BAZANI

A CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos informou que por volta das 20h, as linhas 11 Coral e 12 Safira voltaram à operação normal nesta terça-feira, 25 de fevereiro de 2020.

Ambas as ligações tiveram trechos com lentidão por causa da chuva e raios que atingiram a capital paulista e Grande São Paulo entre o final da tarde e início da noite.

A linha 10 – Turquesa, por volta das 21h, ainda continuava com lentidão nas proximidades da Estação Rio Grande da Serra.

Usuários, em redes sociais, reclamaram que o aplicativo oficial da empresa, assim como o site, mostravam que a operação estava normal em todas as linhas e chegaram a escrever no Twitter da empresa que o fato representava “transparência zero”.

O Diário do Transporte acompanhou estes canais oficiais durante os problemas nas linhas e constatou que o aplicativo e o site mostravam “operações normais”

A CPTM informou que “os passageiros foram avisados por meio do sistema de som nas estações afetadas e redes sociais da Companhia.”

A empresa afirmou ainda que mandou nota para órgãos de imprensa que perguntaram sobre as linhas.

Devido às descargas atmosféricas causadas pelas fortes chuvas que atingiram a Capital e Grande São Paulo, a linhas 10-Turquesa e 12-Safira, estão com velocidade reduzida nas estações Brás, Rio Grande da Serra e Calmon Vianna (respectivamente). Já a Linha 11-Coral apresenta velocidade reduzida no trecho entre as estações Guaianases e Estudantes. Os passageiros foram avisados por meio do sistema de som nas estações afetadas e redes sociais da Companhia. A CPTM pede desculpas pelos transtornos causados pelas chuvas e informa que esta trabalhando para resolver o problema o mais rápido possível.

O passageiro, portanto, que ia para a estação e que não acessou no caminho as redes sociais, como o Twitter, ainda via a informação no aplicativo oficial da CPTM e no site, que seriam os meios mais práticos e tradicionais de consulta direta à empresa, que as linhas estavam com “operação normal”, contrariando o que a própria estatal detalhou em outros canais.

Questionada, a CPTM alegou que o aplicativo e o site mostravam operações normais porque “o intervalo nas linhas não teve alteração total”

 

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta