Mercedes-Benz lança campanha para empresas de ônibus divulgarem ações de combate à Covid-19

Publicado em: 23 de setembro de 2020

Site com as ações das empresas já está no ar. Foto: Reprodução.

Objetivo é incentivar o uso do transporte coletivo, após queda no número de passageiros durante a pandemia

JESSICA MARQUES

A Mercedes-Benz lançou uma campanha para empresas de ônibus divulgarem ações de combate à Covid-19. O objetivo é incentivar o uso do transporte coletivo, após a queda no número de passageiros em todo o país durante a pandemia.

Sob o mote “Vá de ônibus. Vá seguro”, clientes e parceiros da montadora agora podem divulgar ações de higienização no interior dos veículos para garantir a segurança dos passageiros.

As iniciativas divulgadas são tanto para ônibus urbanos quanto rodoviários e estão disponíveis em www.vadeonibusvaseguro.com.br. A campanha está sendo veiculada com cobertura nacional em mídia especializada e por meio das redes sociais.

Em entrevista a portais especializados do setor, entre eles o Diário do Transporte, o diretor de Vendas e Marketing Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil, Walter Barbosa, afirmou que as pessoas têm mais receio de utilizar ônibus rodoviários, por conta da distância e do maior tempo no ônibus. Desta forma, a campanha pode ter um efeito mais impactante de forma positiva no rodoviário.

Entretanto, apesar de algumas pessoas já terem voltado a utilizar ônibus urbano por necessidade de deslocamento diário, o número ainda está aquém do que costumava ser o registro de passageiros antes da Covid-19.

Com a pandemia, o número de passageiros foi fortemente impactado. O segmento urbano caiu 75% e o rodoviário, 90%. De lá para cá, do fim de março até agora, muita coisa foi feita por parte da indústria produtora de ônibus e implementada pelas empresas que hoje operam no segmento de transporte, mas muitos não conhecem e não sabem. Falta essa informação para que a população perca um pouco o receio. Esse é o grande objetivo, que a população retome para o transporte coletivo, que a gente acredita que é a solução para as grandes capitais”, explicou o diretor de Vendas e Marketing Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil, Walter Barbosa.

Ainda de acordo com o diretor, por meio do site as empresas de ônibus podem divulgar, sem custo, todas as tecnologias implementadas para garantir um transporte seguro, mesmo em meio à pandemia.

“Dentre elas, está o ar-condicionado, que é um grande mito da população. Muitas pessoas têm muito receio, por acreditar que é uma grande fonte de proliferar bactérias e vírus. Muitas vezes é o contrário, os equipamentos mais modernos instalados desde que virou legislação em alguns municípios, de 2013 para cá, têm sistemas que eliminam até 99% de bactérias e vírus. Outro grande mito é que não tem renovação de ar e não é verdade. A renovação ocorre algumas vezes por minuto”, exemplificou.

Entre outras medidas divulgadas pelas empresas estão materiais específicos para bancos, divisórias, sensores para monitorar a temperatura das pessoas, sanitários automatizados para evitar o máximo contato com as mãos no lavatório e no vaso sanitário, além do uso obrigatório da máscara e álcool gel, disponível em praticamente todos os ônibus.

DIVULGAÇÃO DA CAMPANHA

A campanha publicitária já começou a ser veiculada neste mês de setembro, com cobertura nacional em mídias especializadas na internet, como o Diário do Transporte, em redes sociais, Google, revistas, rádio, TV aberta, além de outras.

Segundo a fabricante, todos os comerciais veiculados na televisão serão amplamente divulgados na Internet nos canais da Mercedes-Benz Ônibus no Facebook, Youtube, Instagram e diversos sites do segmento. A campanha inclui também links patrocinados no Google para alcançar potenciais clientes durante as buscas.

“É a oportunidade que o empresário tem de mostrar para a sociedade as medidas que estão sendo tomadas. É uma chance que ele tem e nosso papel é contribuir nesse sentido. Não tem nenhum custo para as empresas”, esclareceu Barbosa.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

Deixe uma resposta