Santo André contrata empresa para projeto de restauro do Clube União Lyra Serrano, em Paranapiacaba

Publicado em: 7 de setembro de 2020

Prédio está totalmente isolado para processo de elaboração dos projetos. Foto: Divulgação / Prefeitura de Santo André.

Nova licitação ainda será realizada para início das obras na edificação

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de Santo André, no ABC Paulista, contratou a empresa Formarte para realizar o projeto de restauro do Clube União Lyra Serrano, em Paranapiacaba. O antigo Cine Lyra é um dos principais pontos turísticos da vila ferroviária.

A contratação foi feita por meio de licitação. O contrato com a empresa foi assinado em agosto de 2020 e prevê a modernização das instalações e o restauro completo do clube. De acordo com a Formarte, as obras devem ser entregues ainda neste ano.

Segundo informações da Prefeitura ao Diário do Transporte, o Clube União Lyra Serrano está interditado para as obras de restauro desde setembro de 2019. A empresa prestará serviço especializado de arquitetura para elaboração dos projetos básicos de arquitetura, restauro e complementares do Clube União Lyra Serrano.

“Neste processo de elaboração de projeto, há a necessidade de isolar o prédio, para que os trabalhos não sejam prejudicados. Após a finalização do projeto, e com a aprovação do mesmo nos conselhos de defesa do patrimônio histórico, haverá uma nova licitação para o restauro completo da edificação”, detalhou a Prefeitura, em nota.

Entretanto, ainda não é possível detalhar os itens de restauro. Isso porque a intervenção ainda está na etapa de elaboração de projeto.

RESTAURO EM 2020

Neste ano, a Vila de Paranapiacaba recebeu a conclusão dos restauros das Cabine de Comando e Cabine de Sinais, construídas no final do século XIX para coordenar a operação de trens na vila ferroviária.

De acordo com a Prefeitura, está prevista para novembro deste ano a conclusão da obra de restauro da Estação Campo Grande, uma parada localizada entre Rio Grande da Serra e Paranapiacaba, inaugurada em 1889. Todas as intervenções foram realizadas em parceria com a MRS.

Relembre: Estação Ferroviária de Campo Grande, no ABC Paulista, é restaurada

Leia também: Paranapiacaba recebe sede do Fundo Social e restauro de edificações históricas

42,4 MILHÕES PARA OBRAS

Em agosto de 2013, a Vila de Paranapiacaba foi contemplada com R$ 42,4 milhões do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) Cidades Históricas. Desta forma, um conjunto de 250 intervenções foram planejadas.

Em nota ao Diário do Transporte, a Prefeitura informou que, dentro do pacote de obras contempladas pelo PAC Cidades Históricas, já foram entregues o antigo almoxarifado da SPR (São Paulo Railway Company), as Oficinas de Manutenção das Locomotivas, a Casa do Engenheiro (atual biblioteca) e a Garagem das Locomotivas, que hoje é onde acontece a chegada do Expresso Turístico da CPTM em Paranapiacaba.

Estão em andamento os processos de restauro de 242 imóveis da Vila Martin Smith, dentre os quais 14 já estão prontos e foram entregues, o restauro do Campo de Futebol, considerado o primeiro do País com medidas oficiais, o restauro da antigo Cine Lyra e o restauro da Casa Incendiada.

“Para este tipo de projeto não há necessidade de oferecer contrapartida financeira. Todavia, existe todo um trabalho de supervisão, acompanhamento e contratação de empresa para execução de obra que é realizado pela Prefeitura”, esclareceu a administração municipal.

OUTRAS INTERVENÇÕES NA VILA

Além das obras realizadas com recursos do PAC Cidades Históricas, outras ações de restauro foram realizadas com investimento da Prefeitura, da comunidade e da MRS Logística. Em nota ao Diário do Transporte, a Prefeitura detalhou as obras já realizadas na vila. Confira:

A Igreja do Senhor Bom Jesus de Paranapiacaba, por exemplo, passou por um intenso processo de reforma com a participação da comunidade, da Diocese do ABC e da Prefeitura de Santo André.

O Museu Castelo, um dos pontos turísticos mais visitados da Vila, passou por uma reforma e revitalização do acervo, com recursos próprios da Prefeitura de Santo André.

A Casa FOX recebeu ação de pintura, manutenção de madeiras e revisão da parte elétrica, e passou a abrigar a exposição “Casa da Família Ferroviária”, que visa oferecer ao visitante um cenário de como era o cotidiano dos moradores nos anos 1930 em Paranapiacaba. A obra foi realizada pela Prefeitura.

O Centro de Informações Turísticas de Paranapiacaba passou por manutenção total e hoje abriga o centro de informações para o turista que visita a Vila de Paranapiacaba. A obra foi realizada pela Prefeitura.

A Padaria Mendes recebeu manutenção especial e hoje abriga a sede do Fundo Social de Solidariedade na Vila, que oferecerá cursos gratuitos para a população. A obra foi realizada pela Prefeitura de Santo André.

Também foi recuperado o Antigo Mercado, que costuma abrigar a famosa Feira do Cambuci, e os imóveis 445 e 446, atual sede do copo de Bombeiros da Vila. O imóvel 23 foi recuperado e hoje abriga a sede da Guarda Civil Municipal. Todas as essas intervenções foram realizadas pela Prefeitura.

Além disso, a Torre do Relógio, um dos principais cartões postais de Paranapiacaba, foi entregue completamente restaurado em julho de 2019. A obra foi realizada pela MRS logística, em parceria com a Prefeitura.

Foi realizada instalação da sinalização turística, para orientar o visitante e trazer informações históricas, com recursos do Ministério do Turismo. Também foi instalada Academia ao Ar Livre pela Prefeitura, atendendo solicitação da população.

Foi implementado na Vila o Projeto “Empreender no Turismo em Paranapiacaba’ que tem como objetivo qualificar os serviços prestados em Paranapiacaba e tornar a vila histórica referência de destino turístico. A iniciativa é fruto de parceria entre o Fundo Social de Solidariedade, Secretaria de Desenvolvimento e Geração de Emprego, Secretaria de Meio Ambiente, Sebrae-SP e CVC Corp.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta