ANTT apreende ônibus clandestino em Alagoas no segunda dia da Operação Pascal

Publicado em: 19 de agosto de 2020

Veículo transportava fardos de fumo, baldes de peixe seco, carne de charque e ainda vários produtos embutidos sem acondicionamento e nota fiscal. Coletivo não tinha os documentos de porte obrigatório

ALEXANDRE PELEGI

No segundo dia da Operação Pascal em Alagoas, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) contabiliza já a apreensão de 12 veículos realizando transporte clandestino interestadual de passageiros, com 35 autos de infração, impactando diretamente mais de 300 passageiros. Relembre o primeiro dia da operação: ANTT deflagra Operação Pascal em Alagoas nesta terça-feira, 18

Através do Grupo Especializado de Pronto Emprego – GTPE da ANTT, participam da operação em Alagoas a Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado (ARSAL), o Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Nesta quarta-feira, 19 de agosto de 2020, a fiscalização ocorreu em São Sebastião/AL e Delmiro Gouveia/AL.

A equipe da ANTT abordou uma van com licença de viagem falsa. O infrator foi conduzido à Polícia Federal para responder pelo crime previsto no Artigo 297 do Código Penal (Falsificação de Documento Público).

Na mesma região, próximo à divisa com Sergipe, a Agência interceptou uma van que seguia de União dos Palmares/AL para Divinópolis/MG. O veículo não possuía autorização para o transporte, e estava com excesso de passageiros e de bagagens.

Em seguida, os fiscais interceptaram um ônibus transportando 9 fardos de 20kg de fumo, 2 baldes de peixe seco, 20kg de carne de charque e ainda vários produtos embutidos, como mortadela, todos sem o devido acondicionamento, sem a respectiva nota fiscal e sem identificação da bagagem/encomenda.

O ônibus não tinha ainda os documentos de porte obrigatório. Como consequência, a ANTT autuou o veículo, e a Secretaria de Estado da Receita de Alagoas (SEFAZ-AL) lavrou atuações relativas à mercadoria irregularmente transportada e aos bilhete de passagens emitidos sem a necessária inscrição estadual para realizar o transporte de passageiros.

A ANTT informa que a posição geográfica de Alagoas influencia no grande fluxo de transporte rodoviário interestadual de passageiros clandestino encontrado na região, especialmente as ligações com São Paulo, Minas Gerais, Bahia, Sergipe e Pernambuco. Por causa disso, o Estado deverá receber novas operações da ANTT.

A ANTT fiscaliza o transporte interestadual de passageiros em todo país e, além de exigir autorização para o transporte, verifica diversos itens de segurança dos veículos, o estado de conservação deles e o treinamento e jornada de trabalho dos motoristas.

Em todo país, a Operação Pascal contabiliza, desde começo do ano, mais de 670 veículos aprendidos e 1550 autos de infração, impactando diretamente mais de 17 mil passageiros.

A ANTT alerta sobre os perigos do transporte clandestino de passageiros, muito mais sujeitos a acidentes e à criminalidade. Além disso, não cumprem os protocolos sanitários seguidos pelas empresas regulares em relação ao COVID-19.

Denúncias sobre transporte clandestino de passageiros podem ser encaminhadas a ANTT através do telefone 166, do e-mail ouvidoria@antt.gov.br, e do WhatsApp (61) 9688-4306.


Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Antonio disse:

    ANTT e um bando de mentirosos , pegando fotos de outras apreensão e colocando nas matérias novas pra dar Ibope , são tudo mal educados , acha que o que eles fazem e certo , pra a pessoa se regularizar não consegui pois coloca vários impecilios , na hora de retirar o veículo valores absudos . Trata os motoristas como bandidos , por isso que digo o Brasil não vai pra frente com essas atitudes , só quem pode e os ricos empresários os pobre não tem vez , essa antt tem que acabar , e governo federal ajudar a quem que se regularizar sem burocracia.

  2. Antonio disse:

    E fora as apreensão erradas que eles inventam e colocam no documento sem a pessoa fazer aquilo , fazendo apreensão em lugares que não são dia jurisdição deles.

  3. Alessandro Maia disse:

    Será que estão fiscalizando firme a Gontijo ou estão deixando ela fazer o que querem?Isso parece perseguição aos pequenos, pois nunca ouvi falar que apreenderam ou multaram a Gontijo, será que ela é 100% certa?

  4. Michael disse:

    Agora a perseguição contra essa Transbrasil não é normal

  5. Ricardo disse:

    Gente até quando a ANTT vai abusa da autoridade e ninguém faz nada. Nada contra multar mas valores coerentes mas muito abusivo motorista tratado como bandido fiscalizar é justo mas multa de 7 mil isso não existe nossa realidade . Turismo foi um dos ramos mais afetados os pequenos todos mortos e ainda uma pressão dessa pra quebra todo mundo aff indignado com isso……..

Deixe uma resposta