VLPs Attivi Express da Marcopolo/BYD devem operar em outubro de 2021, em São José dos Campos

Design do veículo

Promessa foi apresentada pela prefeitura na manhã. Cada veículo terá 22 metros de comprimento

ADAMO BAZANI

Os ônibus 100% elétricos de 22 metros fabricados pela BYD com carroceria Marcopolo devem estar em circulação comercial em São José dos Campos até outubro de 2021.

A promessa é da prefeitura em apresentação na manhã desta segunda-feira, 10 de agosto de 2020, do sistema de VLP – Veículo Leve sobre Pneus. “Linha Verde”.

De acordo com a Marcopolo, o nome comercial é Attivi Express, seu novo modelo de carroceria urbana articulada e dedicada à chassis de propulsão elétrica para corredores troncais e sistemas de mobilidade para médias e grandes cidades

O chassi D11B, para carrocerias de 22 metros de comprimento, traz baterias de fosfato ferro lítio (LifePO4) e entrega uma autonomia de até 250Km com uma carga completa.  A largura total é de de 2,6m e altura de 3.73m

Cada veículo tem capacidade para 68 passageiros – 60 sentados e 108 em pé, além de espaço para cadeira de rodas. largura total .

Os ônibus já virão com pacote Marcopolo BioSafe, contra disseminação de vírus e bactérias,  contando com poltronas, balaústres e pega-mãos com aditivos antimicrobianos para garantir a desinfecção dos locais de contato das mãos. Será instalado também  sistema UV-C de desinfecção do ar instalado no ar-condicionado

 

Em nota, a Marcopolo explica alguns detalhes da carroceria.

O design moderno e DNA Marcopolo arrojado e atraente, possui iluminação externa com faróis em full LED, garantindo maior eficiência luminosa, e vai estabelecer um novo padrão para o segmento, com muita tecnologia embarcada e equipamentos inéditos no segmento, como a ausência de espelhos retrovisores, substituídos por um sistema composto por seis câmeras de alta definição, duas delas com infravermelho, e monitores que cobrem um campo de visão maior do que os espelhos e eliminam eventuais “pontos cegos” para os motoristas nas laterais do veículo, facilitando as manobras e aumentando a segurança no trânsito.

Outros itens inéditos são o sistema de entretenimento para os passageiros, com dois monitores de 15,6” instalados no teto, rádio e autofalantes internos, portas pantográficas de duas folhas com maior vão livre e sistema antiesmagamento que, ao encontrar obstáculo, realizam automaticamente a sua reabertura, evitando esmagamento ou ferimento ao passageiro. O veículo é equipado com sistema de monitoramento com quatro câmeras internas, poltronas City estofada com apoio de cabeça com tomadas USB, total acessibilidade, com rampas para cadeirante, facilitando e garantindo embarques e desembarques mais rápidos e eficientes.

De acordo com Rodrigo Pikussa, diretor Negócio Ônibus da Marcopolo, em nota, o Attivi Express está sendo desenvolvido em tempo recorde e deverá iniciar os testes de homologação até o final deste ano. “A adoção de veículos com tecnologia limpa será cada vez mais rápida e necessária para uma mobilidade urbana sustentável e que promova a preservação ambiental. A Marcopolo está já há alguns anos envolvida em diferentes projetos de veículos movidos a combustíveis de fontes renováveis, o que reforça a nossa expertise também neste segmento”, enfatiza o executivo.

Segundo o Diretor da Divisão de Ônibus da BYD Brasil, Marcello Von Schneider, São José dos Campos será o primeiro sistema de corredores 100% elétricos no País.

“São José é a primeira cidade do Brasil a criar um viário 100% não poluente, pois entendeu a importância de adotar ônibus elétricos como um aliado no combate às emissões de gases poluentes em larga escala. Além disso, quando a cidade implementa um corredor expresso, ela reorganiza o tráfego e tira mais ônibus a diesel de circulação, impactando diretamente na saúde da população”

O corredor Linha Verde, considerado a principal obra de mobilidade da cidade, terá numa primeira etapa, 14,5 quilômetros, e vai ligar as regiões sul e leste, consideradas as mais populosas, passando pelo centro da cidade.

Os ônibus articulados terão quatro motores ligados aos eixos, com potência máxima de 201 cv cada e potência nominal de 148 cv cada motor. Os ônibus terão tempo de recarga média de até três horas (de 0% a 100).

O chassi possui coluna de direção regulável, regulagem de altura do chassi, ajoelhamento bilateral, sistema antichamas, tacógrafo digital, rodas de alumínio e suspensão pneumática integral.

Como mostrou o Diário do Transporte em 29 de abril, a prefeitura assinou o contrato de fornecimento dos veículos para o sistema. Na ocasião, o poder público havia informado que os 12 veículos curtiram R$ 34,732 milhões, sendo que R$ 9,2 milhões provenientes da outorga do serviço de concessão da zona azul.

No mesmo dia, a prefeitura também assinou contrato com o Consórcio Projeto Linha Verde, formado pelas empresas Compec Galasso e Geosonda, que serão responsáveis pelas obras da primeira fase do projeto, que terá início na Estrada do Imperador (região sul) até o Terminal Intermunicipal (região central).

O contrato tem valor de R$ 55,832 milhões, sendo R$ 30 milhões de aporte do governo estadual, segundo a prefeitura.

O sistema será classificado como TRM (Transporte Rápido de Massa) e vai contemplar um “eixo sustentável” de 75 mil metros quadrados que e inclui, além do corredor expresso para os ônibus, quatro praças ao longo do trajeto.

Das áreas remanescentes, 5% serão destinadas à habitação de interesse social, beneficiando quem mais precisa, segundo a prefeitura.

A administração de São José dos Campo promete a criação de um sistema integrado pelo qual o passageiro use o VLP e os demais ônibus pagando uma tarifa única por sentido.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2020/04/29/byd-vai-fornecer-12-onibus-articulados-100-eletricos-de-22-metros-para-linha-verde-de-sao-jose-dos-campos/

Em nota, a prefeitura de São José dos Campo traz um resumo da ficha técnica do veículo.

Ficha técnica do VLP

–  Primeiro chassi articulado 100% elétrico do fabricado no Brasil

– Autonomia de 250km com baterias de fopsfato de ferro lítio (LifePO4)

– Tempo de recarga média de 3 horas (0% a 100%)

– 4 motores ligados diretamente aos eixos, com potência máxima de 804CV

– Suspensão pneumática integral com ajoelhamento bilateral

– sistema antichamas

– Design moderno, arrojado e atraente com faróis em full led

– Comprimento de 22m; Largura 2,6m; Altura 3,7m

– Capacidade: 60 passageiros sentados + 108 passageiros em pé + espaço para cadeirantes totalmente acessível

– Poltronas estofadas, com encosto de cabeça e entrada USB

– Portas pantográficas com sistema antiesmagamento

– 6 câmeras de alta definição, duas delas com infravermelho, em substituição aos retrovisores externos e internos

– 2 monitores de 15,6” instalados no teto, com rádio e alto-falantes para entretenimento e geolocalização, e disponibilização de Wi-fi a bordo

– Ar-condicionado com renovação completa de ar a cada 3min (conceito aeronáutico)

Tecnologia BioSafe

– Sistema UV-C de desinfecção do ar-condicionado

– Acabamentos com aditivos antimicrobianos nas superfícies de toque

– Estofamentos com aditivos antimicrobianos

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Marco Antônio da Silva disse:

    Muito bonito o design dos ônibus! As prefeituras do interior vão ter que repensar sobre essas lombo faixas, transversais gigantes em avenidas e rodovias por aí afora!

  2. Paulo Gil disse:

    Amigos, bom dia.

    OOOOOOOOOOOOOOooooooopa agora sim.

    Portas a lá Paulo Gil, sem retrovisor; aí sim usando a tecnologia que já existe.

    Gostei.

    Mas vamos ver o real.

    SAÚDE A TODOS!

    Att,

    Paulo Gil
    “Buzão e Emoção é a Paixão”

  3. RodrigoZika disse:

    Bonito hein, lembrou os modelos europeus, no centro de PS deveria ser comum desses, masssssssss.

  4. Foi o que imaginei,,,SAI OS RETROVISORES EXTERNOS E ENTRA AS CÂMERAS…PARABÉNS. vem prá Metra tbm !!!

  5. Francisco José de Toledo Piza disse:

    Valeu prefeito, o Vale do Paraíba parabeniza a Cidade de São José dos Campos.

Deixe uma resposta