Taxistas recebem cestas básicas em ação social na capital paulista

Publicado em: 12 de julho de 2020

Organizado pelo vereador de São Paulo Adilson Amadeu, ato contou com a presença de milhares de motoristas com seus veículos ao longo da manhã

JESSICA MARQUES/WILLIAN MOREIRA

Taxistas da capital paulista receberam cestas básicas e legumes como doação neste domingo, 12 de julho de 2020. A entrega faz parte de uma ação social promovida pelo vereador Adilson Amadeu, realizada em frente ao Parque do Ibirapuera.

As filas com os motoristas de táxis brancos, pretos e também do Atende (transporte gratuito de pessoas com deficiência) se formou desde o amanhecer. Os donativos começaram a ser entregues logo após as 8h.

O objetivo da ação é contribuir com a categoria, que passa por dificuldades financeiras em razão da queda de mais de 75% da demanda de passageiros, por conta da pandemia do novo coronavírus.

Segundo Adilson Amadeu, em entrevista para o Diário do Transporte, o Governo do Estado ainda não realizou ações neste sentido para os taxistas, diferentemente da Prefeitura da capital, que prorrogou o prazo para 2021 da renovação do alvará dos taxistas e as outorgas dos táxis na cor preta, além da plataforma SP Taxi, que recentemente foi concedida à iniciativa privada.

Relembre: Gestão Covas concede SPTáxi à iniciativa privada e prorroga por um ano vencimento de alvará de taxistas da capital

O parlamentar também reiterou que tem na Câmara Municipal dois projetos de sua autoria para o setor, sendo um que oferta um salário mínimo mensal ao taxista como uma espécie de renda mínima e a outra de um voucher que poderia ser usado na compra de alimentos em mercados e sacolões no valor entre R$ 120 e R$ 150.

Eu tenho projetos na Câmara onde oferece um salário mínimo para o taxista e também tenho minhas emendadas que estou oferecendo para que eles possam dar um voucher para o taxista, e ele tenha condições como permissionários que são, ir em mercados municipais e sacolões espalhados em 96 distritos da capital e que tenha condição de uma compra de 120 a 150 reais“, explicou Amadeu.

Durante a ação, cinco mil cestas básicas, três toneladas de legumes, pedaços de bolo e máscaras de proteção facial descartáveis foram entregues, com a ajuda de dezenas de voluntários.

Jessica Marques, jornalista especializada em transportes e Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta