Edson Caram pede demissão e Bruno Covas aceita

Secretário de mobilidade ficará no cargo até novo nome ser defindo

ADAMO BAZANI

O secretário Municipal de Transportes, Edson Caram, apresentou nesta sexta-feira, dia 12 de junho, pedido de demissão.

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, aceitou a decisão e pediu que Caram permaneça no cargo por mais alguns dias, até a escolha de um substituto para a pasta.

A informação foi confirmada pela prefeitura em  nota ao Diário do Transporte

NOTA À IMPRENSA

O secretário Municipal de Transportes, Edson Caram, apresentou nesta sexta-feira, dia 12 de junho, pedido de exoneração. O prefeito da cidade de São Paulo, Bruno Covas, aceitou a decisão e pediu que Caram permaneça no cargo por mais alguns dias, até a escolha de um substituto para a secretaria.

Nesta semana, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, ameaçou demitir  o secretário de transportes Edson Caram, se houvesse ainda pessoas transportadas em pé.

“Na sexta-feira, os escritórios e concessionárias já puderam ser reabertos. Nós tivemos 1,206 milhão de passageiros no transporte público municipal, que não é um número muito diferente do que a gente tinha observado. O número estava entre 1,1 milhão e 1,2 milhão ao longo as últimas quatro semanas.  O secretário municipal de transportes havia me dito que  garantia que nessa semana não haveria passageiro em pé. Hoje pela manhã os números que a gente tem é que 5% das linhas nós tínhamos passageiros em pé. O secretário tem até sexta-feira para conseguir fazer isso [pessoas somente sentadas].Se até sexta-feira ele conseguir fazer isso, a partir de segunda-feira, é outro secretário que vai tentar fazer isso” – disse Bruno Covas.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2020/06/08/bruno-covas-diz-que-se-ate-sexta-feira-ainda-estiverem-passageiros-em-pe-nos-onibus-vai-demitir-secretario-de-transportes/

Segundo a SPTrans, 99,18% das linhas municipais transportaram apenas pessoas sentadas, conforme recomendação da SMT  – Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes para reduzir o risco de contágio pela Covid-19 nos ônibus municipais.

O novo nome ainda vai ser definido oficialmente.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. João Luís Garcia disse:

    Volto a dizer, do modo como foi tratado publicamente pelo Prefeito Bruno Covas, o Sr Édson Caram já deveria ter pedido a sua demissão no mesmo dia do ocorrido.
    Estava claro que o Prefeito já não mais o manteria não secretaria de transportes e mobilidade da cidade de SÃO PAULO.
    Vamos ver qual será o nome do novo secretário.

  2. Wanderle disse:

    Só um exemplo de UTOPIA da prefeitura!!! Linha 3064, Cidade Tiradentes/CPTM Guaianazes… Hoje sexta-feira, 12/06/20 às 17:30hrs. Altura da Pedreira, sentindo Tiradentes, como sempre, entupida de passageiros!! Quantos carros seriam necessários para todos passageiros estarem sentados??? Pergunto: É possível???

  3. Admin disse:

    Contrata a raissa saldanha da imperial. Ela eh mto competente, especialista pela fgvlaw. Um exemplo de ser humano, honesta e trabalhadora.
    Orgulho do papis e da mamis. ❤️❤️❤️

  4. Assim em Brasília como em SP.. Lembram do Mandetta??? e Nelson Teich ??? o Covinha vai colocar outro, e outro, e outro…kkkkkk

  5. Mauricio disse:

    foi tarde , não Deveria nem ter entrado , infelizmente a escolha muitas das vezes é política, eles chegam pisando em todo mundo e não agregam nada à secretaria ao Prefeito e aos funcionários de carreira , eles só acreditam que tudo esta errado , mesmo sem saber de nada !

Deixe uma resposta