Bruno Covas diz que se até sexta-feira ainda estiverem passageiros em pé nos ônibus vai demitir secretário de Transportes

Ônibus da linha 407L-10 Barro Branco/Metrô Guilhermina Esperança na manhã desta segunda-feira, 08

Hoje 5% das linhas tiveram lotação acima de banco

ADAMO BAZANI

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, disse em entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira, 08 de junho de 2020, ao lado do governador João Doria que poderá demitir o secretário de mobilidade e transportes Edson Caram se até sexta-feira estiverem ônibus circulando com passageiros em pé e com lotação acima do número de bancos.

Segundo Covas, hoje 5% das linhas tiveram lotação acima da capacidade dos assentos.

“Na sexta-feira, os escritórios e concessionárias já puderam ser reabertos. Nós tivemos 1,206 milhão de passageiros no transporte público municipal, que não é um número muito diferente do que a gente tinha observado. O número estava entre 1,1 milhão e 1,2 milhão ao longo as últimas quatro semanas.  O secretário municipal de transportes havia me dito que  garantia que nessa semana não haveria passageiro em pé. Hoje pela manhã os números que a gente tem é que 5% das linhas nós tínhamos passageiros em pé. O secretário tem até sexta-feira para conseguir fazer isso [pessoas somente sentadas].Se até sexta-feira ele conseguir fazer isso, a partir de segunda-feira, é outro secretário que vai tentar fazer isso” – disse Bruno Covas.

Ouça:

O transporte de pessoas apenas sentadas não é uma obrigação, mas uma recomendação da SPTrans.

Segundo a SPTrans – São Paulo Transporte, que gerencia os ônibus da cidade, foram colocados em circulação mais 784 coletivos nesta segunda-feira. Assim, a frota sobe de 8.394 veículos( 65,5% da frota de ônibus municipais da capital paulista de um dia útil de antes da pandemia) para  9.178 veículos ou 71,62% da frota operacional nos dias úteis pré-quarentena, sem oscilação fora dos horários de pico.

A frota total que as viações possuem para as linhas municipais é de 14.034 ônibus, mas nem todos estes ônibus podem ser usados, poque é necessário ter frota reserva enntre as empresas e caso o Metrô ou CPTM peçam PAESE, por exemplo .

Os 784 ônibus fazem parte dos dois mil veículos que a prefeitura prometeu deixar à disposição caso haja aumento de demanda por causa da retomada gradual de algumas atividades na fase laranja da flexibilização da quarentena.

O plano, de acordo com a SMT é soltar ônibus vazios de terminais e pontos intermediários para pegar os passageiros no meio das linhas.

Ainda de acordo com a secretaria, a demanda atual de passageiros está em 37% do habitual. O número de passageiros transportados nesta segunda-feira, deve ser divulgado nesta terça-feira (09).

Em entrevista ao Diário do Transporte na última sexta-feira (06), o secretário de mobilidade e transportes, Edson Caram, disse que o transporte apenas de pessoas sentadas depende do escalonamento de entrada e saída dos profissionais de setores autorizados a funcionar.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2020/06/05/prefeitura-de-sao-paulo-vai-determinar-que-onibus-urbanos-so-transportem-pessoas-sentadas-diz-caram/

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. José Geraldo Alves disse:

    Só quem não entende nada de transporte coletivo por ônibus e não conhece a cidade de São Paulo pra achar que isso pode funcionar.
    Não há ônibus e não há ruas suficientes pra fazer com que todos os passageiros viajem sentados .
    Prefeito sem noção!

  2. Luís Fernando disse:

    Esse secretário deve mesmo ser demitido. Não entende de transportes e não vai fazer a menor diferença.

  3. João Luis Garcia disse:

    Se algum setor da prefeitura quer a saída do Secretário de Transportes e Mobilidade Sr Édson Caram, com certeza essa possibilidade ganha grande força com o discurso do Sr Bruno Covas.
    Um total desrespeito do prefeito para com seu secretário de governo.
    Muitas pessoas no lugar do secretário já teriam colocado o cargo à disposição após a fala do prefeito.

  4. Nádia Gomes Sarrao disse:

    Pra quem fica dentro d uma sala com água, café, bolachinha,tel e etc pra inventa uma coisa dessa
    N hora q o ônibus para para o desembarque quem vai esta fiscalizando se cabe ou ñ cabe passageiro e o Senhor secretário prefeito ou esse lixo d governador qual dos 3 vai est ñ ponto ?
    Isso já viro guerra política e quem paga o pato somos Nois trabalhadores

  5. Sergio Moreira disse:

    Esse prefeito tá ficando louco reduz a frota e quer ônibus vazio?? Solta 100% da frota

  6. JúlioCésar disse:

    Dae Bruno covas vai acha coisa melhor pra fazer …vai cuidar da sua vida vai…o que você ta pensando que manda na vida dos outros …e se eu quiser ir de pé no ônibus o problema é meu …voce pensa que é alguma coisa …voce não é nada fique sabendo que você não é nada ta explicado babaca retardado ..vai cuidar da sua vida ..na minha vida você não manda não …

  7. Angela disse:

    Eu nunca vi tamanha insanidade por parte de um prefeito! Primeiro implanta o mega rodizio entupindo ônibus, trens e metrô, agora vem com essa demência de não poder ter nenhum passageiro em pé!!!!! INTERNEM PELO AMOR DE DEUS!

  8. Arrison Antonio disse:

    Brasil 🇧🇷sendo Brasil…😷se exige tanto de vários seguimentos para sua reabertura como validação dos protocolos de segurança(aferição de temperatura, distanciamento entre 1,5 a 2 metros, lotação inferior a 30% da capacidade, entre outras) pelos órgãos públicos……ai você entra no 🚌🚈transporte público e bora lá todo mundo juntinho, juntinho…😞😞😞

  9. Siguemassa disse:

    Esse prefeito não tem noção nenhuma sobre transporte público, desde que conheço a capital Paulista nunca tive oportunidade de ver um transporte de passageiros em ônibus, metrô e trem transportando passageiros como deve ser transportado

  10. Rafael de Souza disse:

    Esse Secretário é o Edson Caram, o mesmo que exigiu que 12 linhas da EMTU em São paulo fossem extintas porque faziam mesmo itinerário de empresas municipais dentro da capital. esse é o link: https://diariodotransporte.com.br/2020/06/09/terceiro-requerimento-na-alesp-questiona-fim-de-linhas-da-emtu-por-determinacao-da-prefeitura-de-sao-paulo/
    Essa medida faz com que todos que usam essas linhas tenham que pagas uma passagem a mais.
    Um cara que não anda de ônibus é gestor de transporte na cidade e faz o que der na telha. Tem mais é que sair.

  11. Eduardo disse:

    Noção esse prefeito tem, mas a politicagem fala mais alto….tomara que receba o troco nas urnas.

Deixe uma resposta